8:19Vida

por Rubem Alves

Compreendi, então,
que a vida não é uma sonata que,
para realizar a sua beleza,
tem de ser tocada até o fim.
Dei-me conta, ao contrário,
de que a vida é um álbum de mini-sonatas.
Cada momento de beleza vivido e amado,
por efêmero que seja,
é uma experiência completa
que está destinada à eternidade.
Um único momento de beleza e amor
justifica a vida inteira.

Uma ideia sobre “Vida

  1. Sergio Silvestre

    Os momentos de beleza começou no big-bang,começou quando você nasceu,ai o universo se expandiu e continuou expandindo,e você vendo cores ,sentindo gostos,vendo a beleza do céu e o perfume das flores.
    Até não aproveitou tudo que te foi oferecido,perdeu tempo atrás de coisas fúteis,quando deveria olhar o movimento das nuvens e os clarões das madrugadas estreladas.
    Quando vier o seu fim,seu universo se contrai e volta a ficar do tamanho de uma bola de ping-pong.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>