15:42Opala na cara

Do blog Cabeça de Pedra

Ficou bem humorado só depois de muita estrada da vida. Por isso gostava de contar a história de que tinha aparado um Opalão com a cara e a coragem. Bem, coragem regada a muita caipirinha e cerveja. Sua especialidade era lavar o carro todo sábado. Amava aquilo. Ou amava a trabalheira junto com a manguaçada. Enfim, a caranga ficava um brinco para a semana, porque até as rodas ele tirava para dar um trato ali por dentro. Foi numa dessa que aconteceu. Ergueu o baita com o macaco, tirou uma das rodas e, aí, depois de mais um gole, lembrou que durante a semana tinha ouvido um barulhinho estranho na máquina. Entrou embaixo para verificar. Achou a coisa. Pegou uma ferramenta e foi apertar. O macaco adernou, o carro caiu, quebrou-lhe o nariz e os dentes. Só não morreu afogado no próprio sangue porque alguém da família viu, pediu ajuda e o tiraram dali. A marca no nariz está lá. Alguns dos dentes ainda dão problema. Mas ele há muito tempo está bem porque só toma gasosa de framboesa. Talvez por isso todos que ouvem o episódio acreditam mesmo que ele aparou o Opalão com a cara – e que a coragem vinha da cachaça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>