10:42Empreiteiras generosas

Da coluna Diário do Poder, do jornalista Claudio Humberto

Mais de 37% das doações à campanha da ex-ministra Gleisi Hoffmann (PT) ao governo do Paraná foi de empreiteiras, incluindo enroladas na Lava Jato, UTC e Queiroz Galvão: foram R$ 7,8 milhões, no total.

3 ideias sobre “Empreiteiras generosas

  1. Gsus

    A “Santinha do Pau Oco” agora terá quatro anos de Senado para se explicar. Depois vai para casa cuidar das crianças, né mesmo?

  2. leandro

    Claro que todos sempre souberam que as doações de campanha através de empresas com contratos com o setor público são feitas a muitos anos. Esta prática demonstra o vínculo que é criado entre o doador e recebedor que se houvesse seriedade, coisa utópica, seria normal. O toma lá dá cá se torna corriqueiro entre as partes, mas, se fosse somente a questão de emendas parlamentares ainda vá, mas aí entra o executivo que aceita ou não cumprir ou “atender” tais emendas e nesses casos também entra no circulo dos recursos e como teria o poder da execução, tem a prerrogativa de participar da distribuição do bolo. Isso é uma questão não bem dissecada e que agora passa ser exposta. O que chama mais atenção e cria a aversão ao governo e seu partido, se bem que existem outros nesse meio é o fato do PT antes de governo condenar e acusar ou outros de tudo, cobrar postura e honestidade e hoje faz exatamente igual ou pior se considerarmos a abrangência na estrutura estatal e os valores. No caso da Senadora, ela se insere no mesmo fato, recebeu valores das empreiteiras como de outro e também como outros candidato e é claro registrou normalmente como a lei manda no TRE . Até aí , nada de mais salvo o vínculo que se cria como já dito. Hoje se fala muito em recursos oriundos de financiamento público como sendo a solução para todos os problemas, não sei, pois tudo indica que pelo caráter do ser humano será até pior e receberão dos dois lados e das duas formar. Tudo deveria ser igual, tempo de televisão, claro que sem produções cinematográficas, só “papo”, propostas e mais nada, quem achar conveniente, usar a interrnet e o resto, “pé no barro” Ai a “giripoca iria piar” pois quem tivesse propostas factíveis, convincentes levaria vantagem sobre os outro. Do jeito que está e como querem fazer a coisa vai ficar na mesma situação ou pior, com um agravante aquele que tiver mais cadeiras no congresso sempre terá mais vantagens e isso aí força os “acordos” e as fusões de partidos muitas vezes sem ideologia comum.

  3. Marcelo

    Mas olha, que interessante!
    A barbie pau de galinheiro vai dizer que nao sabia de nada, que não sabe pq essas empreiteiras foram tão, hãn, GENERO$$$A$$$$, com a campanha dela?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>