17:33HOJES

Tem dias que eu preferia

fosse amanhã.

De hoje não posso fugir

se aceito, se não aceito

é o fato, é o agora

é a verdade que se prova

sem precisar nada para provar.

De hoje sei que o tempo

passa lentou ou devagar

o relógio mentindo sem parar.

Se duvido, do que duvido

se não sei o que duvidar?

Será que hoje existiria

sem o ontem chegar?

Como posso confiar

naquilo que vejo

se os meus próprios olhos

não foram eles a se fabricar?

Quem é, onde se esconde

aquele que tudo fez

e não quer se mostrar

e que tanto se mostra

me deixando cego

pelo tanto que me ponho a olhar?

 

de Enio Mainardi em O Moedor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>