17:03COMUNHÃO

de Miguel Sanches Neto

 

Uma de minhas namoradinhas

era pobre de pé no chão

casebre de madeira e manhã

e tinha tanto piolho

que acabei herdando-os.

 

Quando brigamos,

eu quis romper para sempre.

Com pente fino

expulsava os piolhos

de minha cabeleira

e ia, um a um,

estalando-os nas unhas.

 

(O sangue que saía era meu e dela.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>