16:24O tiro do Escudero

Amauri Escudero,  chefe do escritório do Paraná em Brasília, enviou a seguinte mensagem que encaminhou à revista ISTOÉ a respeito da reportagem de capa da edição que chegou hoje às bancas e aqui foi republicada:

 

Curitiba, 24 de janeiro de 2014

 

Prezado Mario Simas,

Prezado Paulo Moreira Leite,

Prezada Lucymara Melhado,

Prezada Izabelle Torres,

 

Senhores e Senhoras, pela manhã, via celular, falei com o senhor Mario Simas, explicando as razões do e-mail que enviei, tanto ao Senhor Paulo Moreira Leite, como à direção da revista IstoÉ em São Paulo.

E expliquei ao senhor Mario Simas que estava naquele momento, de manhã, embarcando para Curitiba, no aeroporto de Brasília.

Quando deparei com a minha caixa de e-mails, contendo um contato da senhora Isabelle Torres, às 11:10 horas de hoje – 24 de janeiro de 2014, horário em que estava incomunicável no vôo para Curitiba, pela TAM.

Agora, com a chegada ao escritório e consequentemente a um computador capaz de responder à altura as acusações e inverdades assacadas contra mim pela mesma CIDADÃ Ana Aquino, que – conforme demonstrei nos e-mails dirigidos anteriormente – foi destruída em sua moral e credibilidade por duas vezes, em outubro e novembro de 2013, nas páginas da própria revista IstoÉ.

Depois, logo em janeiro de 2014, como por encanto, a revista Isto É e toda sua direção editorial – Brasília e São Paulo – dão espaço a mentiras contra mim, advindas daquela mesma Ana Aquino que foi severamente acusada outubro e novembro de 2013.

Ora, as acusações levantadas contra mim não resistem ao mínimo procedimento investigatório do bom jornalismo a verificação simples; observe:

- Nunca fui Secretário de Estado da Fazenda do Paraná;

- Não recebi em Curitiba, para ‘reunião fechada’, nem Ana Aquino e nem ao advogado João Graça;

- Não é função de qualquer pessoa que ocupe cargo público ‘pressionar’ o setor privado para que outra empresa privada seja beneficiada;

- É mentira qualquer informação a ser veiculada pela revista Isto É, na edição que se avizinha, sobre minha pessoa, conforme quer fazer prevalecer a IstoÉ – pela predisposição e prejulgamento da Senhora Izabelle Torres, com pleno conhecimento da direção da revista em São Paulo e Brasília.

Portanto, são falsas todas as informações retransmitidas pelo e-mail da Senhora Izabelle Torres, no dia 23 de janeiro de 2014, às 17:07 horas, conforme emails anteriores, mediante as minhas solicitações insistentes – feitas por e-mail e pelo telefone ao Senhor Paulo Moreira Leite.

- Reafirmo o que disse pela manhã de hoje ao Senhor Mario Simas: “Como uma declaração em cartório e posterior entrevista para a mesma Senhora Izabelle Torres – que fez as duas matérias anteriores na Isto É (outubro e novembro de 2013), teve o mágico condão de dar credibilidade a alguém que a própria revista IstoÉ, atingiu de morte em sua confiabilidade – tanto profissionalmente como pessoalmente?”

Portanto, senhores jornalistas e senhora jornalista, senhora advogada da editora Três, são falsas e mentirosas todas as informações prestadas e que serão – pelo enfoque da Senhora Izabelle Torres, com o aval e aprovação do corpo editorial e jurídico da empresa e revista Isto É, transformando-se em calúnia a ser propalada contra mim em veículo de divulgação nacional e internacional – pela rede mundial de computadores – de notícias mentirosas imputadas a quem a própria revista Isto É, fez perder a credibilidade em matérias anteriores.

É o fato.

Fiquem certos de que, ao ser veiculado tal material, procurarei os direitos que me são assistidos pela legislação em vigor.

 

11 ideias sobre “O tiro do Escudero

  1. Professor Pardal

    Então tá!!!!!! É tão mentiroso, mas tão mentiroso, que quando o Pinóquio o encontra, se ajoelha e diz : Meeeeestre!

  2. antonio carlos

    O nome da revista já diz tudo, Isto É Mentira, viu que que dá dar importância para revista engajada, chapa branca? Dá nisto aí.

  3. Gostei do Pepe Richa

    Na Gazeta do Povo –

    Já Pepe Richa enviou nota no começo da noite deste sábado. Confira a íntegra:

    “1 – Todas as alusões ao meu nome na matéria da revista Isto É não têm fundamento. São inverdades absurdas.

    2 – A própria ideia de que eu poderia ter ingerência nos negócios da Renault é de uma impropriedade que expõe ao ridículo quem a formula.

    3 – Ingresso com processos judiciais contra quem apresentou a denúncia e contra quem a publica.

    4 – Peço investigação policial para apurar as responsabilidades sobre a denúncia e sobre os interesses que possam orientá-la. Também sobre a possibilidade de uso indevido de meu nome em negociações excusas. Temo que interesses políticos eleitoreiros estejam envolvidos.

    5 – A partir deste momento, a questão está com a polícia e com a Justiça.”

  4. Fredo Pardolina Sulk

    Este cara deve dar paúra na petizada petista né não?
    Tanto amor para dar e eles querem sabotar este apaixonado homem das letras?

  5. A Moreira Silvestre

    http://istoe.com.br/reportagens/344809_LEVEI+R+200+MIL+PARA+O+MINISTRO+LUPI+?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

    Aqui neste link da Isto é – um manuscrito da tal Ana com 200 mil para Luppi e 12 milhões (!!!) para Julio Barrionuevo da empresa Renault. Cadê a fala do tal Julio Barrionuevo? Ele trabalha na Renault mesmo?

    “Para validar os empréstimos, ela diz que apresentava um contrato assinado pelos integrantes do governo e pelo funcionário da Renault Julio Barrinuevo, que também teria recebido propina para facilitar o negócio com a montadora. O contrato não tinha validade jurídica nem veracidade.”

  6. Sergio silvestre

    Abro meu sigilo bancario,ingresso com ações judiciais,peço investigação policial,uso indevido do meu nome etc etc,sempre a mesma ladainha.
    Já que vai pedir ação policial,peça ao GAECO DE LONDRINA E DE CURITIBA para investigar o caso.
    Né secretário.

  7. John

    Isso é coisa do PT???

    Como que o João graça que sempre foi advogado do PDT se junta com o PSDB, advogou na campanha de 2010 contra o Beto!

    Chega de jornalismo marrom e cheio de suposições e falta de provas concretas.

    Alguém se deu o trabalho de ligar para a Renault?

    De pedir a agenda do Pepe e do Escudeiro???

    Pq a mesma revista esculhambou essa moça meses atras e a colocou em descredito e agora aparece como testemunha chave e bombástica.

    Por favor, que ao menos as reportagens sejam aprofundadas e não vomitadas, como se fossem verdades absolutas.

    Qual a credibilidade dessa revista que maculou a denunciante meses atras e anos atras disse que o Osmar Dias tinha uma fazenda fantástica e na eleição de 2010, as vésperas do 1 turno fez um acordo com ele.

    Quando conseguirem responder isso, voltamos a conversar.

    Alguém perguntou ao João Graça qual relação dele com o PSDB???

  8. Carlos

    Por incrível que pareça, é nessa guerra de “ventiladores” que as coisas são passadas a limpo!

  9. Celso Mendonça

    A conversa da ‘emergente magnata empresária’ e significativamente usuária de agiotas, não se sustenta – como diria o Sylvio Sebastiani – “SYLVIO SEBASTIANI – UMA PESSOA PARA ACUSAR ALGUÉM, PRINCIPALMENTE UMA PESSOA PÚBLICA, TEM EM PRIMEIRO LUGAR TER DIGNIDADE, SER HONRADA, TER UMA VIDA SÉRIA. UMA PESSOA QUE DIZ SER EMPRESÁRIA E TEM “TRÊS CPFs. NÃO TEM OS PREDICADOS ACIMA CITADOS, MOTIVO QUE NÃO MERECE CONFIANÇA.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>