12:03SEMENTEIRA

Me culpe pelo tempo perdido.

E eu concordo.

Me odeie pelas coisas feitas

e pelas coisas desfeitas.

E eu concordo.

Diga que meus defeitos

eram sementes ruins

dentro de mim, dormentes.

E eu concordo.

Diga que você esperava rosas

quando regou o meu jardim

mas só cresceram urtigas

para machucar sem fim.

E eu concordo.

Mas, pergunto – inocente -

será que eram minhas

as sementes envenenadas

ou foi tua água que trouxe

ervas daninhas indesejadas?

 

de Enio Mainardi em O Moedor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>