10:48Quem dá voz a bandido, ajuda o terror

De um amigo do blog que está indignado com o atual noticiário policial:

 

Cobri a maior rebelião da Penitenciária Central de Curitiba. Ia todos os dias para Piraquara. Isso aconteceu no governo Lerner e o secretário de Segurança era o José Tavares. Eu tinha os telefones dos presos dentro da cadeia. Nunca dei voz para os bandidos, pois sei que o terror só ajuda a marginalidade. Falava sempre com o advogado deles, que também não era flor que se cheire. Entrei na PCE com a Tropa de Choque quando acabou a rebelião e vi muitos presos mortos. É deplorável querer vender a desgraça.

Uma ideia sobre “Quem dá voz a bandido, ajuda o terror

  1. antonio carlos

    Dias atrás chamei a atenção de um vigilante na frente da panificador Saint Germain ali na padre Anchieta, ele falava todo faceiro com um cara vendendo DVD e CD pirata; eu disse pro cara, isto é coisa de bandido. E o cara ficou me olhando com um olhar espantado, de gente que não vê nada de mau em comprar artigo pirata. Coisa de bandido

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>