15:58NENHUMA FOLHA

Nenhum sofrimento antigo

merece ser repetido

sofrimentos novos aguardam

seu momento de ser vivido.

 

Nenhuma folha de árvore

na terra se perde afundada

que como folha nova

volta sempre ressuscitada.

 

Nenhuma hora da noite

pode ser noite sem ser dia

e o dia também é noite

os dois sempre em agonia.

 

de Enio Mainardi em “O Moedor”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>