9:28No escuro

História curitibana. Ontem faltou energia elétrica em algumas ruas do bairro Seminário. O problema, raro, e que deve ter acontecido por conta da chuva, começou perto das 19h e só foi solucionado às duas da madrugada do dia seguinte. Neste período, quem telefonou para a Copel para fazer a reclamação, foi atendido por uma gravação que, entre outras coisas, indicava um caminho rápido para o serviço: teclar o número do registro da conta de luz. Um morador, que já tinha bandeado para  casa de parentes os produtos do freezer que poderiam estragar, perdeu a paciência e perguntou para a máquina falante se ela achava que ele tinha o poder de enxergar no escuro.

6 ideias sobre “No escuro

  1. antonio carlos

    Mas o irado cidadão não dispunha de uma simples velinha em casa? Sei que é coisa antiga, mas ocupa pouco espaço. Então povo do Seminário e adjacências, não se esqueçam de comprar pelo menos uma velinha na próxima passada no Angeloni.

  2. Jeremias

    Aliás, já passou da hora de acabar com essa merda de você ligar para empresas prestadoras de serviço e ser atendido por uma gravação.
    É um desrespeito à cidadania.

  3. Pedreiro

    Caminho inócuo visto que a maquina gera um protocolo de chamada que se não for anotado não terá como ser acompanhada ou cobrada a execução da solicitação! Na verdade, o que falta é manutenção preditiva e preventiva do sistema, sobrando a corretiva para os dias de ventos, chuvas e trovoadas! Visto que a melhor empresa de energia, distribuição, engenharia e telecomunicações do sul do mundo acha melhor investir em aviões pros meninos brincarem de governar! A ninguenzada que vá reclamar na cama e no escuro!

  4. Petrukio

    A grande verdade é que nos anos Roberto Requião não tínhamos tantos apagões como temos hoje.

  5. zangado

    Mas dias atrás saiu uma foto do governador de ocasião dizendo que a COPEL é a melhor empresa de energia elétrica do país … com chapéu de eletricitário e tudo …

  6. antonio carlos

    É bom lembrar que nos tempos da ditadura requiana, de tão saudosa memória, para alguns, a cidade tinha menos habitantes, logicamente consumia menos eletricidade. Mas é inegável o péssimo atendimento da Central de Atendimento da estatal da luz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>