6:36Existencial e tal

O prefeito Gustavo Fruet passou o primeiro ano de administração da cidade de Curitiba a pão e água. O segundo, além da faca no pescoço por causa das obras da Copa do Mundo, terá um dilema, vamos dizer, existencial: terá de fazer campanha para o PT de Gleisi Hoffmann e convencer o eleitorado conservador de que isso é política.

4 ideias sobre “Existencial e tal

  1. Abílio R. Gonçalves

    Zė, trabalhar para a Gleisi será muito fácil para quem carregou o peso de ter como vice uma candidata do PT. Durante toda a campanha o Fruet teve que explicar para uma população tida como refratária ao PT a incoerência de ter se aliado ao seu mais tradicional inimigo. Vencida essa barreira e estando no comando da máquina municipal, agora ficou muito mais fácil.

  2. Pão e água?

    Pão e Água com um orçamento de 5 bilhões? Me poupe! Um coisa é economizar, outra é não administrar e não fazer as coisas básicas para a população crédula e ingênua que infesta o eleitorado curitibano, do Batel à Vila Pinto ! Todos se merecem !

  3. Lukas

    Pão e Água tá certo. O prefeito Eleonora Fruet economizou tanto que de R$ 5 bi tem agora R$ 7 bi, e enquanto economiza, a cidade agoniza sem administração. Volta playboy, volta.

  4. leandro

    Zé , voltei, e por falar no Prefeito, dei umas voltas aí pela cidade e pensei; Com um orçamento de mais de 5 bilhões, não haverá mais razão para lamúrias e sim competência para gastar e não fazer economia de boteco. Mas nessas voltas verifiquei que cidade está muito suja, abandonada, há locais que o mato tomou conta de tudo, um exemplo é o caso daquele cidadão que comprou uma roçadeira para cortar o mato na pracinha onde as crianças queriam brincar, existem outros casos semelhantes, uma praça dessas entre as mercês e o jardim Schaffer també está abandonada, sem contar com várias placas de sinalização que se encontram ocultas pelo mato. E o lixo, o tal lixo que não é lixo está se lixando para a população. Um programa instituído no governo do Jaime Lerner não teve continuidade pelos seus sucessores mais recentes. Será que a coisa vai agora em 2014 que é ano da Copa e com isso há necessidade de pelo menos no mês da copa limpar a cidade? Dia desses vi uma matéria num jornal que teria dito o Prefeito estar num dilema, que seria muitas obras que foram iniciadas na gestão anterior e não tiveram continuidade por qualquer razão. Ora já se passou um ano de administração, tá mais do que na hora de parar de jogar a culpa no passado e olhar para frente, aliás essa é uma especialidade dessa turma do PT e de seus aliados, querem sempre achar um culpado e não fazer a lição de casa, assim é no governo Federal e também aqui em Curitiba. Vamos aguardar para ver o que vai acontecer nesse novo ano da atual administração que como alguém já disse um administrador público deve ousar e não ter mede de colocar suas idéias, projetos em pauta e não ficar com pensamentos medíocres e sem objetividade nenhuma e discutindo somente o passado sem olhar para sequer o presente e quanto mais o futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>