9:07E se…

A grande dúvida no Centro Cívico sobre esta lambança que envolve o conselheiro afastado Fabio Camargo é uma só: se o pai dele, Clayton Camargo, não tivesse caído em desgraça e continuasse como presidente do Tribunal do Justiça do Paraná, isso aconteceria?

2 ideias sobre “E se…

  1. antonio carlos

    A unção do brilhantina para o cargo de conselheiro do TC começou errada. E começou já com a tal CU, que só contou com o apoio do pai do brilhantina em troca da unção do filho para o cargo de que hoje foi apeado. Não resta a menor dúvida de que se o pai do brilhantina não estivesse em constante atrito com o CNJ hoje ainda estaria lá no trono de presidente do TJ. E o brilhantina curtindo as benesses que só o cargo de conselheiro é capaz de proporcionar. Mas como pouca miséria é bobagem, para a família do brilhantina todos tem que ganhar, o pai, o filho e o tio, todo mundo tem que se dar bem. Aí deu no que deu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>