7:55Tradução

de Bernardo Bittencourt

 

 

Nada justifica a ação dos vândalos no futebol, mas pelas entrevistas nos canais de esporte cariocas e paulistas, no domingo à noite, “Sveiter” significa,  em português, “ferrar com o Atlético”. De pai para filho, faz tempo.

4 ideias sobre “Tradução

  1. leandro

    Vamos aguardar para ver o resultado que o STJD e CBF irão tomar em relação aos fatos ocorridos em Santa Catarina. Quando aconteceu em 2009 a invasão imbecil da torcida do Coritiba no Couto Pereira, no frigir dos ovos o Coritiba tomou , depois de ação na justiça desportiva, 10 jogos sem mando no seu estádio no Campeonato Brasileiro, fora a interdição do estádio em parte no Campeonato Paranaense. Bom, como não há o que interditar no Campeonato Paranaense em relação ao Atlético e Vasco, restará a punição no Brasileiro de 2014. Isso se não for concedido o famoso e sempre conquistado pelo Atlético do “efeito suspensivo”. Na realidade não tem como ignorara os fatos que correm o mundo da barbárie praticada na cidade catarinense, ocorrida lá já por suspensão que o Atlético cumpria em dois jogos por brigas em estádio da sus própria torcida que tem vários marginais homiziados sob a gloriosa camisa do clube. As torcidas muitas vezes ou sempre melhor dizendo são patrocinadas de forma oculta pelos próprio clubes e aí se acham donas do futebol. disso cabe a coparticipação do clube e de seus dirigentes em todos os ato praticados pelo torcedores que representam a entidade nos bons e maus momentos. Quando falo nisso me refiro a todas as torcidas e clubes patrocinadores desse eventos que em via de regra são premeditados e combinados , hoje eletronicamente. No presente caso, o arbitro fatalmente deverá constar na súmula o ocorrido e não poderá omitir, com o que acontece muitas vezes com a afirmativa de que a confusão, no caso criminosa não foi dentro das ” quatro linhas”. A invasão dos espaçosa de uma torcida para com a outra foi fato mútuo sem o benefício de quem começou e quem se defendeu, foi de ambas as “torcidas” onde prevaleceu a marginalidade. Como o mando era do Atlético, a responsabilidade também era dele com o que os comentaristas esportivos chamam de ” espetáculo” que ontem seria a arena do COLISEO na antiga Roma onde havia os embates dos gladiadores. È bem provável que daqui a algum tempo estaremos vendo nos estádios, hoje modernamente chamados de Arena, o que já remete a um local de embate, ao invés dos times de futebol dentro das quatro linhas, vários torcedores brigando , aos tapas e armados e nas arquibancadas uma torcida inflamada para ver que ocorre. Ao Presidente do clube mandante caberá o gesto dos imperadores de indicar com o polegar barra cima ou para baixo quem vive e quem morre. Vamos aguardar para vermos o que realmente o atleticano Paulo Schimit irá fazer na formalização da denúncia e se no STJD haverá sensibilidade de acatar a denúncia se houver e punir ambos os clubes. O que deve ser lembrado é de que o mando era do Atletico e que a ele cabia a responsabilidade de “comandar” o evento, fornecendo instalações e segurança para todos seus participantes . O que chama mais atenção, se é que foi verdade, seria a declaração da promotoria lá em Santa Catarina , onde teria sido dito que a Polícia Militar do Estado não deveria adentrar no estádio. Ora bolas um jogo desses, mesmo com o Vasco quebrado e sabendo do histórico violento da torcida do Rio que durante anos foi patrocinada pelo menos criador de casos Eurico Mirando com o histórico de violência da Fanáticos, não ter sido exigido um planejamento de segurança do jogo em todo estádio. Diz o Atlético e aí pode ser especulação que teria contratado 100 seguranças que foram engolidos pela confusão. Bem o fato é de que há que ter punição, para todos envolvidos e responsabilidade da CBF para Vasco e Atletico e se houver julgamento quer os auditores julgados da corte máxima esportiva não se deixe envolver por paixões cariocas pelo lado do Vasco nem pela emotividade do manifesto que fatalmente será brilhante do não menos brilhante e competente Doutor Domingos Moro que defende o Clube Atletico Paranaense e que por sinal é Coxa branca. Claro que na Copa do Mundo não haverá marginalidade come essa, mas as tais Arenas padrão FIFA não terão alambrados, nem divisas e divisão de torcidas se isso continuar após a Copa, isso faz parte do tal pacote e legado da Copa ao Brasil, mas com comportamento como o que aconteceu ontem não há como termos o chamado legado da Copa, seria muito mais interessante que houvesse um legado de educação e civilidade . Neste caso há que ter a intervenção do poder público, com todos os poderes constituídos para após a Copa o tal “legado” possa acontecer.Por fim, m paece que o Doutor Paulo Schmit está um pouco equivocado quando ele teria afirmado que há que seter uma punição diferente pois não adianta nada tirar o mando de jogo na sede do clube mandante, pois nesse caso quem é punido sãos torcedores que pertencem a categoria do arginais, deveria ter a punição de forma a mexes no caixa do clube, ou seja; com portões fechados. E daí me parece que ele está preocupado somente com o problema nos estádios, pois se assim for , mesmo não tendo público dentro dos estádios, a marginalidade acontecerá fora dos locais do jogo, pois marginal é marginal.

  2. Lucio Ayer

    Calma, Coxarada! O recorde mundial de vexames em larga escala é de vocês, não tentem comparar a briga feia na arquibancada, ontem, com invasão de campo pelos verdes, agressão a PMs, destruição do estádio, enfim, toda a cena do rebaixamento em 2009….o troféu da barbárie está lá e permanecerá ad eternum tantum quantum: no Alto de Tantas Jacuzices!

  3. leandro

    Não é nada disso Lucio. O Atlético era o mandante. Assinou um contrato de aluguel do estádio pelo valor em torno de R$25.000,00 não sei se já pagou, pois os 30 milhões ao BNDES não havia pago ainda e também ficou atrasado nos alugueis ao Paraná. Estava cumprindo pena por briga em jogos anteriores. No contrato há uma cláusula que fala da segurança do evento fica por conta do Atlético no caso. Claro que nos coxas a bronca foi feia e o Coritiba pagou por isso. Então o que você quer? Ninguém está falando de quam é a mior culpa o coisa parecida, pois, imbecilidade e marginalidade não se mede por colocação de culpa nesse ou naquele, mas se avalia por colocações bobas e de forma besta que você faz querendo comparar uma coisa com outra. Quero crer que você com tua inteligência , elegância e educação não estava metido na confusão né!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>