12:20Ah, sim, aquela pergunta

de Mattew Rohrer
Os médicos desistiram, estão na recepção cochichando
com as velhas secretárias. O terceiro andar está espesso de flores.
Um padre divaga em silêncio.
Lê a etiqueta de uma pintura a óleo.
Em cada quarto um paciente ofegante.
Suas doenças são insabíveis; os médicos desistiram,
há um cheiro que pode ser dos corpos ou da comida que encomendaram.
A respiração difícil se junta às roucas luzes fluorescentes.
O padre, proibido de desistir, faz sua ronda de novo.
Nos quartos, as telas das tevês são azuis e um fluido pinga corajosamente.
Os médicos desistiram, então maquininhas vigiam os pacientes
e arrulham em consolo. Os pacientes estão encolhendo.
Uma menina e um menino são enviados de quarto em quarto para confortá-los
mas com as portas fechadas ela beija a bochecha do menino.
Os pacientes nada sabem e o fluido pinga.
Os médicos desistiram, deixaram para trás seus estetoscópios,
que ficam lá, escutando e escutando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>