8:49Visita e investigação

Poucas horas depois de o ex-prefeito Saul Raiz ter sido baleado numa tentativa de assalto no Centro de Curitiba, no sábado passado, Cid Vasques, secretário de Segurança Pública, visitou-o no Hospital Evangélico. As investigações e a procura ao bandido que efetuou os disparos de uma moto estão em curso. A polícia espera elucidar o caso e prender o autor dos disparos em breve.

4 ideias sobre “Visita e investigação

  1. Elton

    E quando vão prender o atendente e o médico plantonista que negou atendimento ao cidadão que chegou baleado na porta do hospital e além de não ter recebido o devido atendimento médico teve que se dirigir, dirigindo o próprio carro, ao evangélico para ser atendido. E se o cidadão morre em transito ou causa um acidente enquanto dirigia depois de levar dois ou três tiros? Médico irresponsável que deveria ter o registro cassado e deveria responder por negligência médica e não prestar o devido atendimento. Este nem precisa de investigação para colocar na cadeia.

  2. Conde Edmundo Dantas

    Elton, quer que eu te responda o “quando” que você pergunta? Te respondo: nunca. Não se estresse, nada vai acontecer, como sempre acontece neste país.

  3. Roberto Jardim

    Libanês, você está certíssimo. Gênio! Aconteceu assim: o cara simulou o assalto porque queria se suicidar. Ele mesmo se deu os tiros – nas costas, como sabemos – e, contrariando esse GPS que você tem aí na mão, pensou: “para morrer eu não posso ir para o Evangélico, onde vão me atender muito bem”. Após ter pensado isso, rumou para o São Vicente, onde quase conseguiu seu intento. Realmente o tal Saul é muito esquisito, ao contrário de você, que é absolutamente normal. Cuidado ao andar em gramado, Libanês, porque se cair, não levanta mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>