9:19A novela do subsídio

O subsídio para o transporte coletivo foi mantido pelo governo do Estado, mas a novela continua. Havia um acordo com a administração anterior, mas poderia ser rompido, senão não haveria tanta farofa no ventilador. Vai até maio, ou seja, mais cinco meses. Depois… bem, antes, durante e depois há o pano de fundo das eleições de 2014 – e só não vê isso os que acreditam apenas nas palavras disparadas de ambos os lados. Quem tem a faca e o queijo na mão vai  avaliar neste quase meio ano se vale a pena faturar votos mantendo o repasse de dinheiro para deixar o valor da tarifa abaixo do valor real do custo; ou se seria interessante cortar para que o ônus caia no colo do atual administrador do governo municipal e, por tabela, faça um estrago no grupo que pretende tomar o poder no Estado. Isso é política!

3 ideias sobre “A novela do subsídio

  1. Maringas

    se o Beto Richa (que pariu a coisa para se eleger) cortar o subsídio, o ônus não vai cair no colo do atual alcaide de Curitiba; a população de Curitiba e Região Metropolitana sabe muito bem quem foi que criou o subsídio e quem vai cortar. Sem os votos de RMC, o Richa não se elege nem síndico do prédio dele na Ecoville.

  2. Zangado

    Se o povo fosse um pouco consciente das “manobras” feitas pelos governantes em face de assuntos de interesse público que devem ser resolvidos em prol da sociedade e não em prol de interesses menorse senão escusos colocaria essa gente no olho da rua na primeira oportunidade para nunca mais voltarem à vida pública.

    Não é assim que você cidadão ou cidadão procede na sua vida privada com os salafrários?

  3. Jovem

    Prezado Zé,

    Sua análise confirma ainda mais o fato de que o subsídio estadual não soluciona o problema do transporte em Curitiba. Na verdade, é mais um problema que somente relega a um segundo plano questões importantes que poderiam sim contribuir para efetivamente solucioná-lo, tais como a melhoria do serviço, a adoção de tecnologias que atraiam usuários, mudanças nesse sistema obsoleto de estações tubo que deixam os usuários na condição de sardinhas e de ligeirinhos circulando em vias rápidas e não exclusivas causando cada vez mais acidentes….
    Resta saber a quem interessa que esses temas fiquem relegados a um segundo plano…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>