9:06Varzeano

De Paulo Cesar Caju, na Gaze:ta do Povo:

- O futebol brasileiro parou no tempo, tanto que faz dez anos que não ganhamos de ninguém. Continuamos com a prepotência de que somos os melhores. Não somos. Já perdemos para times africanos, asiáticos, do Leste europeu, para todo mundo. Somos fregueses do México há sete anos e continuamos com essa arrogância de que somos os melhores.

- Os brucutus do futebol brasileiro têm origem conhecida: o Sul do país. É um estilo meio alemão, meio italiano de futebol. O estilo é feio, do futebol pegado, do pontapé, do carrinho, da marcação.

- Gosto do Barcelona. Acompanhei o trabalho que o [Johan] Cruyff introduziu no Barcelona, era o que ele admirava no futebol brasileiro e que o Guardiola seguiu. Também gosto do Arsenal, onde o Arsène Wen­­ger mudou a maneira de jogar, baseada no toque de bola.

- O técnico da seleção brasileira deveria ser o Guardiola. Não me interessa o que acha o brasileiro. O Parreira não trabalhou em seleções de fora? O Scolari não comandou Portugal? Por que não podemos ter um intercâmbio e trazer um treinador de fora para cá?

- O futebol do Brasil é de várzea.

3 ideias sobre “Varzeano

  1. antonio carlos

    Os comentários do Caju são lamentáveis. Ele com certeza se baseia nos últimos campeões do Brasileirão, a cada ano pior. Então de onde vem os destaques, do Rio é que não. Ou ele acredita que craque é o Imperador? O Love? O Fred? É por isto que estamos tão mal ranqueados na lista da Fifa. Será que as idéias do Caju refiltam o que pensa o pessoal da CBF? É pena que os últimos técnicos da Seleção são gaúchos. Um ainda fez alguma coisa, mas os outros dois, nada. Ganhar dirigindo time é uma coisa, seleção é outra. ACarlos

  2. ricardo crovador

    O Paulo César Caju pisou na bola.
    O técnico que montou a tal seleção de 70 que ele tanto fala (e que deu uma força a ele no Botafogo), foi um gaúcho, o João Saldanha.
    O Alex, que ele diz admirar, é paranaense.
    Não vou perder tempo enumerando craques vindos do sul do Brasil, pois seria dar bola pra essa atitude midiática dele.
    Mas a maior de todas as asneiras é falar mal do futebol de várzea, que foi justamente a base criativa do futebol brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>