17:19“Se fosse o Barcelona, nós ganharíamos”

por Kiko Gemael

Meu neto Joaquim é iluminado. Tem um ano e 8 meses e já viu  Corinthians ser campeão brasileiro, das Américas, do Mundo. Levei 32 anos pro primeiro título nacional, 43 pro primeiro mundial e 55 pro primeiro continental. Sim, primeiro, porque tenho certeza que vamos ganhar a Libertadores em 2013.

Esta certeza é coisa de corinthiano, não tem a lógica dos torcedores dos outros times. Dou um exemplo: quando o Cássio defendeu com a ponta dos dedos o chute de Diego Souza e evitou a derrota contra o Vasco, meu filho Marquinho comemorou como gol e disse: é nóis. Naquela noite, saímos do Pacaembu com a certeza que o Corinthians seria campeão da Libertadores. Ainda derrubamos Neymar e Cia e Riquelme e Cia que cruzaram nosso caminho. Foi sofrido, como sempre é. Campeão invicto, como poucos foram.

O Tolima assusta, o Boca não. O Al Ahly sim, o Chelsea não. Ontem quando o David Campos disse que precisaríamos de sorte no jogo de hoje, ia explicar esta lógica mas ele, que não é corinthiano, não iria entender – como todos os não corinthianos. Tinha certeza da vitória – apesar do tamanho do adversário. E quando o Cassio fez o primeiro de vários milagres, fosse mais ousado, começaria a comemorar o titulo. Aí veio o gol, outras chances de marcar, novos milagres, bola na trave no último minuto e a festa de 20 mil brasileiros no Japão – precisa dizer mais sobre o amor que temos pelo nosso time? 20 mil pessoas no Japão.

Fui em todos os jogos da Libertadores em São Paulo. E vivi momentos inéditos pra um velho frequentador de estádios: entrei em campo. “Aqui tem um bando de loucos, loucos por ti Corinthians…”Sim, cantamos muito pra empurrar o time, ficamos lado a lado com os jogadores, foi tanta energia que dava pra ver que eles ouviam e sentiam o que a gente queria. E respondiam. E venceram tudo.

Só uma coisa incomoda na conquista de hoje: queria que o adversário fosse o Barcelona – e nós ganharíamos, sim. A gente sabia, desde aquela noite no Pacaembu.

5 ideias sobre ““Se fosse o Barcelona, nós ganharíamos”

  1. alberto

    O APAIXONADO KIKO EM TUDO EM QUE FAZ É SEMPRE MUITO GRANDIOSO,

    E COMO TORCEDOR E LEVANDO O NETO PARA AS GRANDIOSAS E DELICIOSAS OBRAS DE ARTES DOS HOMENS QUE SE DIVERTEM DENTRO DE UM GRAMADO A SUAS OBRAS GENIAS DE FAZER APENAS O GOL E TORNAR MULTIDÕES EM ALEGRIA PURA E ETERNA MESMO PARA QUE TEM 8 OU 80 ANOS…….É VOCÊ KIKO O GRANDE GOLEADOR DO SEU NETO.

    ALBERTO

  2. Ivan Schmidt

    Foi lindo nação corintiana!!! Mas acho que sou um pouco mais veterano em “corintianismo” que o Kiko Gemael. Comecei a torcer (e sofrer) pelo timão em 1954, na memorável conquista do campeonato paulista do IV Centenário! Quando aquele timaço tinha, no ataque, Cláudio, Luizinho, Baltazar, Carbone e Mário…

  3. Diretor do JE

    Em 2013 será realizado o 1o campeonato interplanetário de futebol. O Corinthians vai representar o Planeta Terra contra o Darth Vader FC.

  4. zebeto

    juro que eu não sabia que você, rodrigo barroso, era corinthiano. ainda está em tóquio? vai trazer o que para o junior? abraço. saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>