14:30A Globo, o Jornal Nacional e o fim do mundo

por Roberto Bertholdo

Todos sabem que o  Jornal Nacional, da Rede Globo, é o mais importante telejornal do Brasil. Além de ter uma das maiores audiências diárias, é o meio através pelo qual a maioria dos brasileiros pensa ser informado sobre os principais fatos do Brasil e do mundo. Quem assiste o JN pensa que vivemos no inferno: 30% das notícias é sobre crimes/violência; 35% são sobre corrupção e/ou acusações com o tema; 15% de esporte e 15% de guerras e conflitos internacionais e 5% de fatos do cotidiano. Ontem, depois de assistir o Jornal Nacional,  novamente saí da frente da TV com a sensação de que estamos mesmo próximos do fim. O mundo, do jeito que está, precisa acabar e recomeçar reinventado. E o Brasil, então? Agora passou a ser pautado pelas mentiras de Marcos Valério. Quem diria, hein? Mais tarde recebi um telefonema de um governador amigo que me contou, feliz, que ontem mesmo, em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, o vice-presidente Michel Temer havia inaugurado a maior fábrica de celulose do mundo. Um empreendimento exemplar sob o ponto de vista econômico e de sustentabilidade. Toda matéria- prima para a indústria virá de um reflorestamento gigante projetado especialmente para este fim. A nova indústria gera 2.500 empregos diretos e 8.000 indiretos. É motivo para comemoração e orgulho brasileiro, afinal, temos a maior e mais moderna fábrica de celulose do mundo. Mas tal fato, apesar da importância, para a Rede Globo e seu principal telejornal, não é notícia. Porque será que a emissora não dá espaço para nenhuma notícia boa  do país onde ela está instalada e tem um dos maiores faturamentos do Planeta? Porque a Globo não mostra também aqueles que fazem i bem? Não me venham com a velha resposta que notícia boa não vende. O Brasil e o brasileiro precisam elevar sua autoestima. Se acharmos que o mundo virou o Jornal Nacional, sério mesmo, não vale a pena.

18 ideias sobre “A Globo, o Jornal Nacional e o fim do mundo

  1. Basicão

    Empreendimento sustentável?!?!?!?
    Onde será que fizeram o reflorestamento gigante?? No pantanal ou no cerrado???
    Maior do mundo, maior gerador de efluentes clorados do mundo então?!?!?!?
    Sustentável (dos lucros escorchantes aos investidores) a custa do nosso ambiente…

  2. jose

    Hummm…vejamos:

    1. Velório de ex-primeira dama de Cascavel tem princípio de incêndio

    2. Trio planejava matar e castrar Justin Bieber

    3. Vândalos incendeiam Prefeitura de Pato Branco

    4. Enfermeira do trote sobre princesa se enforcou

    5. PGE/PR quer impedir efeito da Ficha Limpa em Paranaguá

    6. Estudante mineira morre durante intercâmbio no Canadá

    7. “Pato Donald” é preso por matar autor do apelido

    8. Grupo acusa ator Luís Salém de racismo

    9. PF prende suspeitos de fraudar vestibulares de medicina

    10. Gêmeos de 1 ano se afogam na piscina de casa

    Fonte: jornale.com.br

    E uma pergunta: porque ninguém, repito, ninguém do pt em nenhum momento fala em processar o Valério????

  3. Wagner

    O Marco Valerio é o bandido e o chefe da quadrilha que é o Lula é um santo e não tem que dar noticia sobre essas coisas o povo tem que continuar alienado e acreditar que esse é o melhor governo que já existiu e por isso é persseguido pela imprensa e pelos que se opõe por pura maldade e inveja e tem que se elogiar o vice presidente que faz parte da quadrilha que tomou conta do país . Quanta injustiça com o esse governo maravilhoso que a educação é de primeiro mundo , que os hospitais publicos são os melhores , os índices de violencias são os mesmos dos países nórdicos. Eu vivia em um país maravilhoso e não sabia quanto ingrato eu sou .

  4. Certas Pessoas

    Concordo com o autor desta matéria. Realmente não só o JN como também outros jornais de grande circulação tem ocupado seu tempo no ar para divulgar notícias ruins. Ocorre que nem a Globo, nem as outras emissoras inventam as notícias. Elas apenas as publicam. E, se o tráfico de drogas não é controlado, se os assaltos não são eficazmente combatidos, se os acidentes de trânsito ocorrem cada vez com maior frequência e se a corrupção ganhou, nos últimos anos, uma dimenção nunca vista, cabe aos órgãos de comunicação divulgar tais práticas. O pior disso tudo é que enquanto a criminalidade se institucionaliza o cidadão está, aos poucos, perdendo a capacidade de indignar-se.

  5. Urtigão

    Dr. Roberto, eu vi a noticia da fabrica de celulose na GLOBO e foi bastante longa. E como o sr. tem certeza que o Marcos Valerio esta mentindo???

  6. antonio carlos

    Data venia caro doutor, a Poderosa só se interessa pelo que lhe interessa. Voce sabe qual é o tamanho do pibinho do Mantega não sabe? Sabe sim, mas voce sabe qual é o tamanho do PIB do agronegócio? Duvido. E o povo braisleiro também não. A Poderosa não é poderosa por acaso, ela sempre esteve do lado de todos os governos, desde os tempos da Gloriosa de 31 de março até hoje, agarradinha com a companheira. E amanhã, com ou sem a companheira ela estará agarridinha com o governo, seja ele de que viés político tiver. Adianto-lhe os meus pêsames, por JN não vejo, nem que me paguem. Deixo tal tarefa para aminha mulher. ACarlos

  7. Expectador

    Não é de hoje que vivenciamos o mal da imprensa marrom e a rede globo de televisão não está fugindo a essa regra. A alienação e manipulação dos meios de comunicação são elementos que não podem ser dissociados na análise real do objeto mais importante de todos, a sociedade.

    Na ditadura militar um dos elementos chave do poder era a censura em todas as esferas culturais e jornalísticas. Hoje, com a popularização dos meios de comunicação e o acesso à informação mais difundido, a dita “liberdade de expressão” é elemento massificador e alienante que atua em nome da democracia, passada e esbanjada sem qualquer respeito ao conteúdo ou a imparcialidade de informações.

    Em nome da democracia, infelizmente banalizada em seu significado, o jornalismo usurpa do princípio básico que movimenta o mundo, a dialética. Para fugir da parcialidade que impregna as matérias divulgadas, o mínimo a se fazer é oferecer ao receptor elementos suficientes de análise dos lados envolvidos, e que a partir disso se possa sintetizar as informações ali inseridas e compreender as próprias contradições nela existentes.

    É pedir ou exigir demais? Talvez sim, mas consciência crítica e social não se cria do nada, se constrói. E isso nenhum meio de comunicação soberanamente consolidado como “formador de opinião” quer.

  8. Veramam@

    Tucanada, a Globo não deu a notícia que o Fernando Henrique Cardoso foi convidado para depor no Senado para explicar sobre a corrupção de Furnas em seu governo.

  9. Kate

    Gozado que os comentaristas não sabem ler. Os comentários não tem nenhuma relação com o que o jornalista escreveu. É risível. hahahahaha

  10. Parreiras Rodrigues

    É, bem que a Globo poderia fazer matéria bem criteriosa acerca de grandes obras do governo federal, da transposição do Rio São Francisco, por exemplo. Das obras de recuperação e proteção das cidades serranas do Rio de Janeiro, outro exemplo. Uma pauta aqui bem no Paraná, a Estrada Boiadeira.
    Ministro vem aqui, faz um pampeiro prá assinar ordem de pavimentação de meia dúzia de quilômetros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>