7:19Buraco, mico e inferno astral

Na pior das hipóteses, se continuar o embaço entre o Clube Atlético Paranaense, Governo do Estado e Prefeitura para a assinatura do contrato de empréstimo com o BNDES, o primeiro fica com um buraco no lugar do estádio Joaquim Américo e os dois outros com um monumental mico nacional e internacional por não conseguir a equação para o término de uma obra que, ironia, deveria ter sido a primeira a ser concluída entre as das doze sedes da Copa do Mundo de 2014. Como a atual administração da prefeitura vai dar tchauzinho no final do ano, vai sobrar para a do Estado, ou seja, o inferno astral de Beto Richa tende a continuar.

2 ideias sobre “Buraco, mico e inferno astral

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>