15:52O PMDB antes da convenção

Do analista dos Planaltos:

Amanhã, dia 07, termina o prazo para a inscrição das chapas que concorrem as eleições do diretório do PMDB marcada para o dia 15 na sede do partido na Rua Vicente Machado. O local escolhido é acanhado, o auditório no segundo andar não comporta mais de cem pessoas, bem diferente de eleições anteriores realizadas no ginásio do Atlético Paranaense, quando Alvaro Dias disputava com Alencar Furtado – ou mesmo a de 2010, no gigantesco centro de convenções do Shopping Estação que decidiu pelo apoio a Osmar Dias. Vai haver muito empurra empurra e os convencionais ficarão como sardinhas em lata,  já que cerca de 500 votantes devem vir dos 399 municípios do Paraná. A turma do senador Roberto Requião chia, acha que auditório pequeno impede que o ex-governador possa colher frutos de um discurso empolgante  marcado pela oposição ao governo e pela candidatura própria para revitalizar o partido. Já os deputados, todos menos Anibelli Filho, e a turma de  Orlando Pessuti, decidiram somar forças para derrotar Requião. Fizeram a fusão das duas chapas  e vão unificados em torno do Deputado Federal  Osmar Serraglio para a presidência do partido. Alegam os deputados que Requião sempre se sai muito mal como presidente de diretório, tanto que quando tomou decisões importantes lançando o Reitor Moreira e Rafael Greca nas duas últimas eleições para prefeito de Curitiba, só obteve fiascos. Além disso, sob seu comando como presidente o diretório municipal de Curitiba em 2012, elegeu uma única vereadora , a religiosa  Noemia Rocha – e isso só teria ocorrido graças apenas aos votos dos evangélicos.Debitam a Requião a  saída de Gustavo Fruet e Paulo Salamuni do PMDB e muitos outros com votações expressivas que teriam engrandecido o PMDB. Fruet já é Prefeito e Salamuni tem muitas chances de ser o Presidente da Câmara Municipal, os dois postos poderiam estar em 2013 com o PMDB. Rebatem as acusações de Requião de que estariam compromissados com a reeleição de Beto Richa com a informação de que a decisão por candidatura própria ocorrerá somente na Convenção específica nos mês de julho e em 2014 – e que comando de diretório  nada tem a ver com essa. A convenção que se aproxima,  na forma do estatuto, será comandada pelo atual presidente, o deputado estadual Waldyr Puglliesi. A eleição do novo presidente, em seguida, depois da apuração da chapa vencedora, deverá ser presidida pelo membro do diretório eleito mais idoso, no caso Nivaldo Krueger, ex-deputado e ex-suplente de Requião. Nessa votam os 70 membros eleitos, muitos com até 4 votos cumulativos, o que é uma excrecência estatutária. Entre hoje e o dia 15 continuam as reuniões dos candidatos com os convencionais em todo o Paraná. Diante da fusão das chapas citadas e pelo fato de a disputa se dar em pleito fechado e indireto, pode se apontar um favoritismo para o discreto  Osmar Serraglio pela robustez da chapa nascida na Assembleia Legislativa  e nos conchavos com Pessuti , embora de Requião o retórico político mais vitorioso em eleições diretas do Estado e mestre na desqualificação de adversários, tudo possa se esperar .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>