14:34Deu no que deu

Da analista dos Planaltos:

Rato foi contra

Nada como um dia atrás do outro: há mais ou menos um ano, quando começavam a despontar as candidaturas a prefeito de Curitiba, o Ratinho Pai foi contra a candidatura do filho. Achava que Ratinho Jr poderia esperar uma nova oportunidade e chegou mesmo a defender o apoio do PSC a Fruet. Fez até declarações públicas sobre isso. Ratinho Jr  decidiu seguir seu próprio caminho. E deu no que deu.

Richa idem

O bom e velho Richa também foi contra a candidatura de Beto a deputado estadual,que teve que procurar apoio alternativo e financeiro num dos mais fiéis colaboradores do pai, o hoje empresário Heinz Herwig. Também deu no que deu.

Veríssimo idem, idem

Em suas memórias, o grande escritor gaúcho, Érico Veríssimo, conta que  ao observar o comportamento do seu filho adolescente, Luiz Fernando, tinha sérias dúvidas sobre o futuro dele. É que o guri não costumava demonstrar interesse especial por nada na vida. Também deu no que deu.

Uma ideia sobre “Deu no que deu

  1. karine

    Soube, o Fruet chegou a ser convidado pelo PSC a disputar a prefeitura. Declinou por motivos que até se entende. Mas chegou a ser convidado, sim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>