9:04PARA NUNCA ESQUECER

Ricardo Silva nasceu no dia 12 de setembro de 1961

Ele pulsa e brilha, mas é contido na medida em que não coloca o olhar. Quando isso acontece pode acontecer duas coisas: um atropelamento pela força que carrega na alma ou a beleza do universo ser capturada num detalhe captado pelas retículas de sua câmera fotográfica. Tem um coração tão grande que se atrapalha em pensar, por isso se resguarda. Foi ao inferno conferir porque aquele caminho se apresentou a ele. Voltou porque é um anjo do bem. Desenhista, cinéfilo, apaixonado por música, linha dura, linha reta, policial que honra a farda que veste há três décadas, pai, avô e solteiro convicto porque não gosta de incomodar e ser incomodado. Na adolescência chutou tudo para o alto a partir do subúrbio e mergulhou no underground das quebradas do mundaréu paulistano. Fez quadrinhos, quebrou a cabeça, literalmente, antes de subir no pau de arara que levou os pais de volta à origem, a Palmeira dos Índios que o abriga sob a proteção do Cristo Redentor no alto do morro. Um dia recebeu uma maquininha de presente, há quatro anos. Não descobriu-se artista porque estava pronto. Desde sempre. Quem sabe desde esta foto acima, feita com uma máquina caixão cuja lente, de tanto fungo, desfocava tudo. No quintal da Dona Zefa e do Zé Luis, que partiram há algum tempo, ele descobriu o simples e nos presenteia dia sim e outro também o fantástico mundo daquele pedacinho de chão mágico. Nos plantões da delegacia, recebe o chamado das imagens que traduz em cores e formas tão limpas, tão quentes, tão normais que nos faz acreditar que há esperança. Brincamos no MSN quando abrimos as conversações quase que diárias. Sangue do meu sangue. Declaramos o amor que sempre existiu, mas que levou décadas para ser falado, mesmo porque ficamos pouco tempo juntos. Meu único irmão me faz sentir orgulho e agradecido por ter este privilégio.

12 ideias sobre “PARA NUNCA ESQUECER

  1. Sandra

    Parabéns Ricardo! O aniversário é seu, mas peço que continue me
    presenteando com borboletas, aquelas preciosidades eternizadas na proteção de tela do meu computador.

  2. Célio Heitor Guimarães

    Grande Ricardo! Grande ZB! Parabéns pelo aniversário e pelo irmão. Continuem caminhando de mãos dadas, para alegria, lá no Céu, de dona Zefa e do seu Zé Luiz. Nós, os virginianos “semos” fogo!…

  3. Fabiano Utrabo Merlin

    Interessante esse mundo virtual, onde a gente “convive” com as pessoas sem conhecê-las pessoalmente. Da minha admiração pelo ZB, pessoa simples e maravilhosa, e pelo seu intermédio, nasceu uma admiração a muitos que aqui “circulam” e “habitam”, entre eles os que me antecederam nos comentários (Tatiana, Célio, Lina) e os que ainda não apareceram nesse espaço, mas que militam pelo blog quase que diariamente (Sergio Brandão, Lineu, Walmir Singh, Maringas). E é lógico, pelo Ricardo, que além de ser irmão do dono do pedaço, tem um puta talento pra essa arte que nos une, a tal da fotografia. PARABÉNS, bicho!!! Que Deus te abençoe… ;)

  4. Vania Mara Welte

    Zé, meu querido amigo, parabéns pelo belo e sensível texto!

    Você e seu irmão, Ricardo, dupla talentosa, me lembram o poema “Almas Perfumadas”, de Ana Cláudia Jácomo:

    “Tem gente que tem cheiro de colo de Deus.
    De banho de mar quando a água é quente
    e o céu é azul. Ao lado delas, a gente sabe que
    os anjos existem e que alguns são invisíveis.
    Ao lado delas, a gente se sente chegando
    em casa e trocando o salto pelo chinelo.
    Sonhando a maior tolice do mundo com o gozo
    de quem não liga pra isso.
    Ao lado delas, pode ser abril, mas parece
    manhã de Natal do tempo em que a gente
    acordava e encontrava o presente do
    Papai Noel”.

    E neste fato, o presente são vocês dois. Um para o outro e para todos nós, amigos e leitores.

    Grata pela exuberância de humanidade e beleza de alma de ambos.

    Abraços fraternos, com votos de muitas felicidades, saúde, amor, paz e sucesso. Sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>