16:11É proibido proibir

Mensagem da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji):

A Abraji repudia as repetidas decisões de juízes eleitorais proibindo a divulgação de resultados de pesquisas de intenção de voto. Em algumas cidades brasileiras como Fortaleza, Curitiba, Londrina, João Pessoa e Campo Grande, os eleitores estão privados de ter acesso aos resultados das pesquisas por decisão da Justiça Eleitoral.

Proibir a publicação das pesquisas é uma forma de censura prévia e cerceia o direito do eleitor à informação. A Abraji espera que o Tribunal Superior Eleitoral derrube essas liminares (decisões provisórias) e faça cumprir a decisão do Supremo Tribunal Federal que garantiu a publicação irrestrita das pesquisas eleitorais.

Uma ideia sobre “É proibido proibir

  1. Carlão Gaertner

    A Democarcia veste-se novamente de ‘negro’ em nosso país, espelhada na toga de de certos juízes que insistem em ‘reviver’ o píor instrumento utilizado pelos regimes ditatoriais e/ou fascistas: a Censura. Isso em pleno processo eleitoral, cerceando assim a liberdade de expressão e o ‘livre arbítrio’ da grande massa de eleitores brasileiros.
    Como diria aquele famoso jornalista brasileiro: -”Isso é uma vergonha!”.
    Que todàs as entidades representativas da classe jornalística coloquem em seus sites, portais, blogs etc a foto desses jízes com a seguinte manchete: “Confira aqui os júízes que perderam o ‘juízo’ e que são contra a liberdade de imprensa e de informação em nosso país no atual processo eleitoral”.
    Assim, pelo menos a população fica sabendo que é quem na ordem do dia. E, talvez, também esses juízes ‘sem regras nem compasso’ pensem duas vezes antes de tomarem essas atitudes anti-democráticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>