9:04A classe operária e o voto de pobreza

Quem disse que a classe operária não vai ao paraíso? O partido que a representa, o PT, doou R$ 8,6 milhões para a campanha de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo. Ele é o maior arrecadador do Brasil até agora, com R$ 10 milhões. Já Roberto Lopes, do PCB de Natal, enfiou a mão no bolso e esbanjou quinhentão (R$ 500,00) para a campanha dele mesmo. Ele busca votos com voto de pobreza.

2 ideias sobre “A classe operária e o voto de pobreza

  1. antonio carlos

    O partido dos trabalhadores deu o que ele recebeu do próprio governo que ele comanda. Ou da Justiça Eleitoral, o que da no mesmo, porque o poder judiciário não tem fonte de renda, e sangra o governo, que deu o dinheiro para o paritdo dos trabalhadores darem ao candidato do partido. Quem deu fomos nós, os contribuintes. ACarlos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>