9:21Sem quota

De um amigo do blog:

O ministro Joaquim Barbosa fala cinco línguas, toca dois instrumentos musicais e é um dos grandes intelectuais do Supremo Tribunal Federal. Poucas vezes tivemos um herói com tantos predicados, dando exemplo de seriedade e respeito pelos cidadãos ao julgar corruptos e  aloprados.

8 ideias sobre “Sem quota

  1. Antonio Ribeiro

    Parabéns Dr. Joaquim Barbosa, pelo que o SR. É e pelo que o SR. está fazendo no julgamento do mensalão. O SR. é um dos exemplos de homens que ficarão para a eternidade, vou mostrar ao meu filho para que ele mostre para os dele, o grande carater, e amor pelo Brasil que o SR. tem.

  2. O Barão da Barão de Antonina

    Quero ver esse amor quando forem para a pedra a Privataria Tucana e o Mensalão Tucano em Minas.

  3. Zangado

    O Ministro Joaquim Barbosa está com todas as oportunidades de mostrar que ainda existe esperança para a República, tão escorraçada pelos detentores de cargos e mandatos públicos; talvez com o seu voto (que devemos aguardar até o final, no entanto) salvemo-nos todos que não fomos suficientes corajosos de, impromptu acto, exigirmos da”mais alta autoridade nunca antes neste país” o devido respeito …

  4. Velho de Guerra

    Pode ser o primeiro candidato negro à Presidência da República !
    Esse pode discursar sobre corrupçao e como punir os corruptos sem ser demagagogo ou hipócrita.
    Barbosa em 2014 !

  5. Peixotinho

    Zé, hoje vc esta se superando, é por causa do Guga que já ultrapassou o Postiço…

    O ministro Joaquim Barbosa fala cinco línguas(…)

    Não seriam cinco idiomas??????

  6. antonio carlos

    O minnistro é uma das poucas coisas relamente boas que fez o ex-presidente. Na ânsia de por na Suprema Corte um miinistro negro pôs este homem. E como que por uma grande ironia do destino, é este homem que o está desnudando. A história deste homem é um exemplo de que para ser competente não é preciso nascer em berço esplêndido e ser branco. Acredito também que ele não se valeu de quotas para entrar na universidade, ingressar no MP e dar aula em universidades americanas. E nunca foi advogado de nenhum dos réus. ACarlos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>