7:44Recado para o Casão

A reportagem com o ex-jogador e atual comentarista esportivo Walter Casagrande publicada na edição de domingo da Gazeta do Povo (ver link abaixo) seria perfeita quanto ao entendimento de como lidar e controlar a doença incurável da dependência, não fosse por um detalhe que acende a luz vermelha da preocupação para qualquer integrante do time que está em recuperação. Logo no primeiro parágrafo do texto ele revela: “Se saio sozinho e estou num bar tomando um chope com os amigos e tenho vontade de ir ao banheiro, fico receoso. É no banheiro que as pessoas usam cocaína quando estão no bar. Eu então evito. Pego meu carro e vou até minha casa. Sempre que saio sozinho, fico ao redor da minha casa. É meio desgastante, mas eu prefiro não correr o risco”. Dentro de uma clínica aprende-se que a dependência não é de uma ou duas drogas específicas. Há casos e mais casos, como o do signatário, de substituição de uma por outra, ou seja, do álcool pela cocaína, como aconteceu comigo, ou vice-versa. “Sou dependente principalmente das drogas que não conheci”, costumo dizer em palestras, seminários ou entrevistas, para um entendimento mais direto e simples do problema. Portanto, se o grande Casão está tomando seu chopinho de vez em quando, pelo menos seria bom ele saber que tem gente preocupada com isso. Confiram:

http://www.gazetadopovo.com.br/esportes/conteudo.phtml?tl=1&id=1293017&tit=Eu-admiti-a-derrota-para-as-drogas-diz-Casagrande

2 ideias sobre “Recado para o Casão

  1. antonio carlos

    E só tomar umas beras até que não faz mal. Mas como ele explica como volta para casa? Dirigindo o possante ou de táxi? A moçada fã do comentarista global gostaria de saber. Eu não, porque já sei a resposta. ACarlos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>