15:34Auditoria social e Caco Barcellos

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná informa:

CE apresenta resultados de auditoria social realizada com universitários

Jornalista Caco Barcellos fará palestra de abertura do evento, que será realizado no Canal da Música, em Curitiba, nos dias 5 e 6 de julho, e tem inscrições abertas pela internet. Conteúdo do trabalho será apreciado pelo plenário do Tribunal e tema de audiências públicas regionais

O projeto de auditoria social do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), que envolve cerca de 350 estudantes e professores das sete universidades estaduais do Paraná, terá sua primeira fase encerrada em evento nos próximos dias 5 e 6 de julho, no Canal da Música, em Curitiba. As inscrições para o evento, chamado Projeto PAF Social – Resultados e Futuro, são gratuitas e devem ser feitas pelo site do Tribunal:  http://www.tce.pr.gov.br/tcacao_eventos_agendados.aspx.

Na ocasião, os participantes do Plano Anual de Fiscalização Social (PAF Social) – um projeto inédito no País – vão apresentar painéis contendo os resultados do trabalho de auditoria social e de levantamento de indicadores de gestão pública realizado em 110 municípios do Estado.

A abertura do encontro será feita pelo presidente, conselheiro Fernando Guimarães, na quinta (5), às 19 horas. Em seguida, o jornalista e escritor Caco Barcellos dará conferência com o tema Auditoria e Controle Social: o Uso das Redes Sociais. Autor de livros como Rota 66 – A História da Polícia que Mata Abusado, Barcellos é apresentador do programa Profissão Repórter, da Rede Globo.

Na sexta (6) pela manhã, entre as 8h30 e as 13 horas, serão apresentados painéis contendo os resultados do trabalho de auditoria social e de levantamento de indicadores de gestão pública realizado pelo PAF Social. Na auditoria social, foram analisados três temas: gestão do lixo, compra e distribuição de medicamentos e transporte escolar. Os indicadores envolvem as áreas de saúde e educação. Os temas foram sugeridos pelas próprias universidades.

Audiências públicas

O resultado dos painéis será referendado pelo plenário do TCE. Posteriormente, será discutido em audiências públicas nos polos regionais do Paraná. Na oportunidade, serão apresentadas recomendações aos gestores públicos acerca das conclusões obtidas.

“Vamos receber o resultado do trabalho, analisar, submeter aos conselheiros e depois levar para as comunidades, a fim de sensibilizar os governos sobre a necessidade da adoção de procedimentos que venham a corrigir erros e práticas administrativas”, explica o presidente do TCE, conselheiro Fernando Guimarães.

“Estamos colocando, em definitivo, a sociedade a participar da fiscalização do correto emprego do dinheiro público, integrando as universidades, os observatórios sociais e as entidades de classe ao trabalho que o TCE já realiza. É o primeiro passo para desenvolver, na sociedade paranaense, o princípio de que cada cidadão precisa ser responsável pelo controle da correta aplicação do imposto que paga”, explica Guimarães.

Participam do projeto as universidades estaduais de Londrina (UEL), de Maringá (UEM), do Oeste do Paraná (Unioeste), do Centro-Oeste (Unicentro), de Ponta Grossa (UEPG), e do Norte do Paraná (Uenp). Também atuam na auditoria social alunos e professores da Faculdade Estadual de Ciências Econômicas de Apucarana, Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Paranavaí e da Faculdade de Ciências e Letras de Campo Mourão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>