15:12Cascatas paraguaias

Do correspondente na Tríplice Fronteira:

Nunca antes na história o Paraguai ocupou tanto espaço na mídia internacional. E a guerra de informações está ficando boa. Vejamos:

- Nesta segunda (25), o novo governo do Paraguai nomeou Franklin Rafael Boccia Romañachcomo o novo diretor-geral paraguaio da usina hidrelétrica de Itaipu, no lugar de Efraín Enríquez Gamón, que havia sido indicado pelo ex-presidente Fernando Lugo.Em seu discurso de posse, o novo diretor da usina compartilhada com o Brasil defendeu a redução da venda de energia elétrica excedente aos brasileiros e  o “uso pleno” dessa energia em território paraguaio, dizem as agências de notícias.

Cascata pura. Não há linha de t ransmissão para suportar a energia daquele latifúndio que cabe ao Paraguai. O consumo dos paraguaios é cerca de 1,5 turbinas da usina (das 20 existentes), exatamente porque torraram a grana da binacional e o país não tem indústrias. E volta e meia Assunção tem apagões.

“Não mais a venda de energia elétrica, embora nos traga divisas. Utilização plena de nossa energia no Paraguai, gerando indústria, postos de trabalho; energia elétrica para todos os níveis e todos os setores”, afirmou o novo diretor nomeado pelo presidente Federico Franco, que assumiu o cargo na sexta-feira após o poêmico impeachment de Lugo.

Pelo acordo de Itaipu firmado entre Brasil e Paraguai, a energia gerada pela usina é dividida em partes iguais pelos dois países. O acordo prevê que, caso uma das nações não utilize sua parte integralmente, poderá vender o excedente para o parceiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>