10:21Assembleia Legislativa pode entrar com ação contra empresas de telefonia pelos péssimos serviços ao consumidor

O  presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Valdir Rossoni (PSDB), informou que vai solicitar à Procuradoria Geral da Casa um estudo sobre a viabilidade de entrar com ação contra as empresas de telefonia celular que não cumprem os contratos firmados com os usuários. “Vamos estudar medidas jurídicas contra os precários serviços de telefonia celular no Paraná. As operadoras são prestadoras de serviço. Têm que entregar com qualidade os serviços por que cobram”, justificou. Ele fez o comentário durante o pronunciamento do deputado Pastor Edson Praczyk (PRB) que denunciou o grave problema de congestionamento das linhas, afirmando que a busca do lucro está fazendo com que as operadoras expandam sua clientela além dos limites que o sistema tem condições de suportar. A queda vertiginosa da qualidade dos serviços é o resultado disso, ou seja, o consumidor paga por algo que não recebe – ou recebe pela metade.

3 ideias sobre “Assembleia Legislativa pode entrar com ação contra empresas de telefonia pelos péssimos serviços ao consumidor

  1. TORCEDOR!

    Estas empresas de telefonia são um verdadeiro caso de policia! cobram por serviços não prestados, ninguém fiscaliza nada!
    E vai ligar para uma delas. para ver!
    Com certeza, vc perderá ao menos uma hora para falar com algum atendente, que por sua vez, colocará a culpa no “sistema”!

  2. Assessoria Pr. Edson Praczyk

    A intervenção de Rossoni foi feita durante pronunciamento do deputado Pastor Edson Praczyk (PRB) na tribuna, para denunciar o grave problema de congestionamento das linhas, indicando que a busca do lucro está fazendo com que as operadoras expandam sua clientela além dos limites que o sistema tem condições de suportar.

    No nosso site tem o áudio do pronunciamento e das intervenções.
    http://www.pastoredson.com.br/blog/pronunciamento-sobre-operadoras-de-telefonia

  3. Zangado

    O Procon não resolveu ? Mas como iria fazê-lo, um órgão cuja procuradoria jurídica é composta de comissionados …

    Mas porque existe Ministério Público no Estado ? Não é para defender os direitos indisponíveis da sociedade ? Ele – o Parquet – é o titular da ação civil pública.

    Agora, vésperas de eleições quer a Assembléia se fazer de paladina da sociedade ? Est modus in rebus. Cada um na sua.

    Proselitismo é expediente de campanha política, não de cidadania violentada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>