11:29POEMINHA DE LOUVOR AO STRIP-TEASE SECULAR

de Millôr Fernandes

Eu sou do tempo em que a mulher
 Mostrar o tornozelo
 Era um apelo!
 Depois, já rapazinho, vi as primeiras pernas
 De mulher
 Sem saia;
 Mas foi na praia!
 A moda avança
 A saia sobe mais
 Mostra os joelhos
 Infernais!
 As fazendas
 Com os anos
 Se fazem mais leves
 E surgem figurinhas
 Em roupas transparentes
 Pelas ruas:
 Quase nuas.
E a mania do esporte
 Trouxe o short.
 O short amigo
 Que trouxe consigo
 O maiô de duas peças.
 E logo, de audácia em audácia,
 A natureza ganhando terreno
 Sugeriu o biquíni,
 O maiô de pequeno ficando mais pequeno
 Não se sabendo mais
 Até onde um corpo branco
 Pode ficar moreno.
 Deus,
 A graça é imerecida,
 Mas dai-me ainda
 Uns aninhos de vida!

Uma ideia sobre “POEMINHA DE LOUVOR AO STRIP-TEASE SECULAR

  1. Parreiras Rodrigues

    Como diria Ormezindo, vereador em Santa Isabel do Ivai, compadre da metade da cidade: Cába não mundão…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>