17:04O crack e a polícia

Em São Paulo, 82% da população é favorável à presença da polícia na cracolândia para combater o tráfico, segundo pesquisa da Folha de São Paulo. Em Curitiba não há concentração aberta de viciados como na capital paulistana, mas a praga está dissiminada. É provável que se fizessem uma pesquisa a resposta seria bem parecida. Sobre isso, nunca é demais lembrar um exemplo dado pelo delegado Riad Braga Farhat, titular do Denarc, ao relatar que uma das polícias mais equipadas do mundo, a dos Estados Unidos, não consegue evitar a entrada de droga no país pelo simples fato de que a demanda é alta – e que a melhor ação a ser feita é o da prevenção, para evitar que novos “consumidores” entrem no circuito do horror.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>