3 ideias sobre “SPONHOLZ deportador

  1. Coronel Perseu Jacutingassa

    Muito boa a sacada. Se eu sou advogado do tal Schettino, o comandante fujão, eu o orientaria a dizer que tudo foi um “ato político” de protesto contra a política neo-liberal pós Berlusconi, e contra a política de segregação italiana aos imigrantes na ilha de Lampedusa. O objetivo seria fazer a classe média mundial sentir na pele o que é ser lançado ao mar e abrigar-se em instalações improvisadas…
    Ato contínuo, fugiria para o Brasil e pediria asilo político, dizendo-se perseguido pela terrível justiça italiana…

    Daqui uns dois anos, ele escreveria um livro sobre “sua luta” e daria palestras para bobocas bichos-grilos vestindo camisetinhas vermelhas…

    Que tal ?

  2. Ruy

    —:> Pelo título aposto ao nome, infere-se ser o comentário acima lavra de mais um saudosista da ditadura.

    Saudações heréticas diretamente de Jacacity,
    Ruy.

  3. Coronel Perseu Jacutingassa

    Não sou cria, filhote, simpatizante, apologéta ou qualquer outra coisa da “ditadura”. Apenas alguém que acha triste criminosos se esconderem no Brasil. Já temos os nosso marginais. Mas se o comentarista anterior simpatiza com o matador de açougueiros, que lhe peça autografo, que compre o livro.Mas não critique a corrupção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>