11:53Assassinato sem solução

Recebemos a seguinte mensagem de Angela Donha:

Mais uma vez solicitamos uma audiência com a Procuradoria Geral de Justiça para pedir solução ao caso que levou ao assassinato de Miguel Donha em Almirante Tamandaré, no ano de 2000. Será a décima primeira vez. A cada ano, insistimos em cobrar das autoridades osesclarecimentos sobre o crime, ao que tudo indica, crime político.No ano em que foi assassinado, Miguel Donha era pré-candidato do PPS de oposição à prefeitura de Almirante Tamandaré. Donha foi sequestrado, juntamente com sua mulher Yara, no dia 21 de janeiro de 2000 e levou um tiro na perna para “assustá-lo”, com a recomendação do pistoleiro de se afastar das eleições municipais daquele ano. O tiro dado na perna acertou uma veia e ele faleceu antes mesmo de chegar ao hospital. Não só a família como o PPS do Paraná ainda cobram todos os anos uma resposta da justiça, uma solução para o caso que se arrasta por 12 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>