6:47200 mil

Do Filósofo do Centro Cínico:

Duzentos mil eleitores de Curitiba tiveram os títulos eleitorais cancelados por não fazerem o tal recadastramento biométrico para votar em outubro. Isso é ruim. Mas também é muito bom.

5 ideias sobre “200 mil

  1. Didí Mocó

    É ótimo, alguns políticos não vão se eleger na base da cesta básica, favela nos trilhos do trem, das invasões programadas e do capilézinho um dia antes da eleição !!! Vem cá, onde estão esses 200 mil?!?!?!?!?!

  2. Frik

    Agora vão deixar passar alguns dias, e depois vão anunciar algo como “Os eleitores que perderam o prazo para o recadastramento poderão procurar o TRE até a data X para proceder com Y (e é claro que alguém iria sugerir: pagando Z !?)” – Pensem bem: Tantos eleitores seriam ‘deletados’ sumariamente, como vítimas de um Genocídio Eleitoral ?! – - – A estrutura está aí, e novos eleitores também vão chegar … (Bem, nas próximas eleições a história vai se repetir: achar candidatos razoáveis será talvez possível – mas não vão ter chance…)

  3. Delcio

    Ja tem Frik, 31/05 R$ 3,60 algo assim o valor. Sonho o dia que o voto nao sera obrigatorio. Creio que ai sim, poderemos ter politicos serios igual o Tiririca. Sim, Tiririca… ele ja falou, que agora sabe o que os politico fazem, ao não faltar em nenhuma sessão da camara descobriu que eles nao fazem nada, discutem bobeiras e perdem tempo com projetos que nada auxiliam a população, palavras dele.

  4. Rodrigo

    Delcio, o voto não é obrigatório. O que é obrigatório é o comparecimento para votar. Diante da urna você faz o que quiser: vota num traste, vota em alguém decente, vota em branco ou anula o voto.
    Esse seu sonho de “voto facultativo” é também sonho dos políticos pilantras, pois tenha certeza de que só comparecerão os “eleitores” “convencidos” a comparecer para votar. No caso da eleição para o parlamento (voto proporcional) fica muito, mas muito mais fácil atingir o quociente eleitoral com um número menor de eleitores, permitindo que um pilantra qualquer que tenha feito 500 votos possa se eleger vereador de curitiba por exemplo.
    Acredito que nossa postura deva ser diferente: ao invés de reclamar sobre obrigatoriedade do comparecimento às urnas, deveríamos nos movimentar. Deixar pra lá não é a solução. Mas é chato né? acompanhar o trabalho de quem tem mandato é chato. Participar de conselhos e associações de bairro é chato. Buscar as informações dos gastos dos governos nos portais da transparência toma o tempo do cinema, da cervejinha, do futebol, do churrasco, da balada…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>