21:37Etta James, adeus

Da Folha.com:

Cantora Etta James morre aos 73 anos

A cantora Etta James morreu nesta sexta-feira aos 73 anos, informou à CNN o seu empresário, Lupe De Leon. A cantora tinha leucemia, hepatite e demência.

Em dezembro, os médicos da cantora revelaram que ela estava em estágio terminal de leucemia. Ela foi internada no mesmo mês, mas recebeu alta no início de janeiro.
 
Segundo De Leon, a cantora morreu em um hospital na Califórnia ao lado do marido, Artis Mills, e seus dois filhos, Donto e Sametto James.
 
James foi uma figura importante nos primórdios do R&B, com canções de sucesso como “The Wallflower” e “Good Rockin’ Daddy”. Mas “At Last”, gravada em 1961, foi seu grande marco. 

VIDA

Etta James nasceu Jamesetta Hawkins em no dia 25 de janeiro de 1938 e começou a cantar aos cinco anos, em uma igreja próxima à sua casa.
 
Ela ficou famosa durante os anos 1950 e 1960, quando começou a cantar blues e R&B. Uma de suas músicas mais conhecidas é a versão de “At Last”, de Mack Gordon e Harry Warren.
 
Aos 14 anos, Etta formou um grupo de doo-wop chamado The Peaches, que alcançou os primeiros lugares das paradas de sucesso com os hits “The Wallflower (Dance with Me, Henry)” e “Good Rockin’ Daddy”.
 
Na década de 1960, ela lançou dois de seus melhores discos, “At Last!” e “The Second Time Around”, pela gravadora Argo Records.
 
Nos anos 1970, a cantora lutou contra o vício em heroína, que conseguiu largar em 1974, reconstruindo aos poucos sua carreira.
 
Em 1989, ela lançou o disco “Seven Year Itch”, após passar alguns anos esquecida, e conseguiu chamar a atenção da indústria novamente, tendo recebido vários prêmios Grammy.
 
Etta continuou gravando e se apresentando até os anos 2000, lançando mais de 30 álbuns ao longo de sua carreira.
 
A revista “Rolling Stone” elegeu Etta uma das 100 melhores cantoras da história (ela ocupa a posição 22) e um dos 100 melhores artistas (na posição 62).
 
Até hoje, a cantora já ganhou seis Grammy e 17 prêmios Blues Music. Ela entrou para o Hall da Fama do Rock n’ Roll em 1993 e para o Hall da Fama do blues em 2001.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>