11:20Gasolina na fogueira

Roberto Fregonese, presidente do Sindicombustíveis/PR, foi à rádio hoje e afirmou, com todas as letras, que a denúncia que explodiu no programa Fantástico de ontem, sobre a mutreta nas bombas para roubar os consumidores, não era novidade – e que o sindicato já sabia disso desde abril do ano passado. O problema, segundo ele, é que as autoridades não fizeram nada. Ah, bom! Por que o sindicato continuou mudo, é mistério, assim como o motivo que deixou os postos continuarem funcionando. Expressionante!

15 ideias sobre “Gasolina na fogueira

  1. Zangado

    Um lado ficou esperando o choque de gestão do Estado, e o outro esperando a gestão do choque …

    Enfim, não houve choque nenhum … e nem parece que vai haver … e estamos na estação dos raios, imagine …

    Quando é que o governo vai começar, depois do Carnaval ?

  2. Zangado

    E digo mais:

    Parece que as ditas autoridades de controle público estaduais, caso do Ministério Público, se fazem todas de desapercebidas, talvez em face da inércia do período dos doze anos de governo anterior.

    Se não entra denuncia de um órgão federal ou uma notícia de fora do Estado ninguém vê nada, ninguém ouve nada, ninguém fala nada …

  3. Patrick R.

    Além da denúncia do Fantástico …

    Eu acho muito legal a agilidade com que alguns postos de combustível alteram, com tamanha precisão e simetria, os valores de venda dos combustíveis.

    Haja sincronia … Um exemplo para o nado sincronizado …

  4. Velho de Guerra

    É tudo sindicato, inclusive o do crime ! Sabiam. Então sejam punidos pela omissão e conivência com o fato criminoso. Ou será que também possuem a tal da imunidade sindical ? Esse é o país que vai para frente, sempre. Fraudes e fraudes o combustível do desenvolvimento e enrequecimento de muitos canalhas…

  5. Goebles

    A Thais está parcialmente correta. Não é só o Fregonesi que é o Derosso dos combustíveis. O DR. Olimpio, em fase final de mandato (fala oposição!) que não se manifesta. E nóis paga a conta. O MP está perdendo a credibilidade, se é que teve.

  6. ricardo crovador

    lembrei de um poeminha do paulo leminski:

    posto que é shell
    posto que é esso
    posto que é chama

    p. leminnski

  7. Coronel Perseu Jacutingassa

    Esse tal fregonese não serviria para técnico do nado sincronizado de qualquer país ? Os preços, de norte a sul, como que por milagre sobem do dia par a noite e são tão parecidos…

    Se ele falou, falou para quem? Tem como provar? especificou ou foi só aquela balela de dizer que “quem vende mais barato que tanto está cometendo irregularidades”? Se falou o milagre e o santo, o que a “otoridade” fez ? Se não fez nada, quem é o chefe dele ? Depois que sai na TV fica fácil né…

    Para terminar, uma sugestão: por que não se contratam repórteres de TV como policiais ? Sim, porque parece que eles tem tanta facilidade em investigar falcatruas, e para as autoridades tudo é tão difícil…

  8. Conde Edmundo Dantas

    O “Mistério Público” paranaense, deitado em berço explendido, deve aparecer de hoje para amanhã com alguma operação do GAECO na área dos combustíveis. Como diz o blogueiro: Expressionante!!!!

  9. junior

    Pô e os caras ainda tem a coragem e muita cara de pau de afirmar que já sabiam do esquema! Vão para a pqos p.
    E não pensem que imetro e anp estão isentas dessa bronca, que não tão não. Vejam só como a coisa funciona. Os ministros que cairam foram em função das denuncias, o provão do enen também teve primeiro a denuncia e dpois a apuração a assim por diante.este é mais um “desgoverno” e pior o povo acredita neles e vota neles…. assim não dá! A vassoura da Dilma tá sem crina e não existe pois a faxina não existe, existe sim botar naquele lugar do aposentado e dos que precisam de saúde e segurança.

  10. Carlos

    Sindicato com um presidente eterno, que quando a bronca estoura quer tirar o dele da reta. Os preços sempre iguais aqui em Curitiba. Altos. Emparelhados… Mercado prostituído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>