16:32Quase meio bilhão de dólares de déficit

A Fiep informa:

Balança comercial do PR fecha novembro com déficit de US$ 450 milhões

O saldo líquido acumulado foi negativo pela quarta vez consecutiva após quatro meses de resultados positivos A balança comercial paranaense fechou o mês de novembro com déficit de US$ 451 milhões. Neste mês as exportações apresentaram redução de 1,60% em relação a outubro, atingindo o valor de US$ 1,373 bilhão, contra US$ 1,825 bilhão em importações, valor 9,75% superior ao registrado no mês anterior. Na comparação com novembro de 2010, as exportações tiveram alta de 16,98% e as importações de 32,08%.

Segundo o coordenador do departamento econômico da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Maurílio Schmitt, o ritmo menor de evolução das exportações em relação às importações aponta para alguma restrição à sustentação da atividade econômica interna em um futuro próximo. “Deve-se, também, incluir neste cenário a possível deterioração no fluxo de comércio internacional que advenha dos repiques de crise no plano internacional, a ele se adicionando agora sinais de inquietação quanto a políticas que venham a ser acionadas pela China para controle da inflação.”, observa.

Em novembro o saldo líquido acumulado (exportações menos importações) foi negativo pela quarta vez consecutiva, após quatro meses seguidos de resultados positivos. Ao longo dos 11 meses de 2011 o déficit acumulado foi de US$ 1,209 bilhão.Na pauta de exportações do Paraná, os produtos do ‘Complexo Soja’ ocuparam a primeira posição entre janeiro e novembro de 2011 com uma participação de 32,56% (aumento de 42,10% em relação ao mesmo período de 2010), ‘Carnes’ ocupa a segunda colocação com participação de 12,81% (aumento de 16,56%) e em terceiro lugar vem ‘Material de Transportes’, com uma participação de 12,28% (queda de 0,53%).Do outro lado, a análise dos grupos de produtos importados aponta que ‘Produtos Químicos’, na sua maior parte, adubos, fertilizantes e outros produtos destinados à agricultura, respondeu por 19,02% das importações, perdendo a primeira posição para ‘Material de Transportes’, que teve participação de 22,11%. O terceiro lugar ficou com ‘Mecânica’, que marcou 14,35%, superando ‘Petróleo e derivados’, que tradicionalmente ocupava a terceira posição e neste mês respondeu por 13,83% das importações.Na análise dos produtos exportados por Grau de Elaboração, na comparação com o mês anterior, novembro apresentou redução de – 8,72% dos produtos ‘Básicos’ e -1,80% para os ‘Manufaturados’. Os ‘Semimanufaturados’ apresentaram expansão de 27,79% no período.Câmbio – De acordo com Schmitt, a política cambial brasileira também prejudica a competitividade das empresas paranaenses. Entre janeiro e novembro as exportações atingiram US$ 15,955 bilhões, o equivalente a R$ 26,407 bilhões, considerando o câmbio mensal médio divulgado pelo Banco Central. Desta forma, na comparação com igual período de 2010, o aumento de 22,26% em Dólar se reproduziu em aumento de apenas 14,79% em Reais. “Esta diferença se deve à apreciação do Real frente às moedas de circulação internacional, que vem comprimindo sistematicamente as receitas em moeda corrente doméstica dos exportadores e prejudicando sensivelmente a competitividade dos produtos paranaenses e brasileiros no exterior.”, explica.

Uma ideia sobre “Quase meio bilhão de dólares de déficit

  1. Zangado

    Quando aparece uma notícia como essa que apura deficit não aparece nenhum governante na fotografia …

    Agora se fosse superavit quase certo que apareceria paara fazer proselitismo barato e enganoso, como se so pela sua presença a mola da economia estaria saltitante …

    Já repararam nisso ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>