15:15Em nome da honra…

por Célio Heitor Guimarães

Advogados de João Cláudio Derosso querem que o processo do vereador corra em sigilo. “É preciso salvaguardar a honra e a imagem do presidente da Câmara” – justificam. Mas que honra?! Que imagem?! Aquelas que ele perdeu quando contratou a empresa da esposa para fazer propaganda dele próprio e seus eminentes pares, com o dinheiro do erário público?

Político é um bicho interessante. Quando no poder, julga-se dono do mundo, acima do bem e do mal. Sua vontade é lei e seus atos indiscutíveis. Não importa a sigla à qual pertençam ou a ideologia que apregoem.

O vereador Derosso manda na Câmara Municipal de Curitiba há 15 anos. Tem a Casa nas mãos e os nobres edis a seus pés. E é ladino como ele só. Licenciou-se da presidência por 90 dias para esfriar os processos que contra ele corriam no Conselho de Ética. Foi o que bastou para que os diligentes conselheiros arquivassem as denúncias. A bem da verdade, os tais processos não tramitavam no Conselho de Ética; arrastavam-se. À espera de uma solução mágica. Que foi encontrada na segunda-feira.

O vereador-pastor Valdemir Soares, em nome do Senhor-Jesus, com o apoio de outro insigne prócer, Dirceu Moreira, entendeu não haver mais motivos para continuar com os processos diante do afastamento do presidente denunciado. Aqui ó! O esperto Derosso ganhou férias da presidência, mas continua livre e faceiro para participar das atividades da Câmara. E a patifaria patrocinada por ele (e seus nobres pares) continuará impune, confiante no esquecimento popular. Após o recesso de final de ano e carnaval, João Cláudio reassumirá o trono. Para continuar a sua “obra” de 15 anos.

Política a isso, meu caro Zé Beto? Não, isso é bandalheira e deboche à população que mantém essas aves raras no poleiro público.

P.S. – Estas linhas são dedicadas ao leitor Jeremias, o Bom, aquele que pulou da prancheta do chargista Ziraldo para o patrulhamento deste blog.

4 ideias sobre “Em nome da honra…

  1. PARANANETO

    Se Deus assim permitir, ele irá continuar sua grande obras nos bairros de Curitiba, coisa que muito vereador da oposição nunca fez e a grande maioria dos leitores de blogs, também não sabe. Depois, caro Célio Heitor, Derosso esta sendo investigado e ainda não foi nem julgado e nem condenado, vamos aguardar pelas ações da justiça. Acho que todo este fervo em cima do “cara” tem algo muito pessoal, mas muito pessoal mesmo. Ops, o juiz nçao acatou a liminar do MP, na questão afastamento e indisponibilidade dos bens, enquanto estiver fazendo as investigações.

  2. Célio Heitor Guimarães

    Nem que o processo corresse em segredo de justiça.
    Sabe, Parananeto, o homem ainda não foi condenado, sim. Agora, julgado, pela opinião pública, já foi. E, como não conseguiu ainda explicar-se (nem ele, nem a mulher dele, coleguinha jornalista), condenou-se (pelo menos até aqui) ele próprio. Não vejo aí nada de pessoal e menos de “muito pessoal mesmo”. Quem meteu a cabeça na forca, por conta própria, foi o nosso João Cláudio. Ou não foi?!

  3. Curitibana envergonhada

    Caro parananeto Não coloque o nome de Deus nesta sujeira.Concordo das obras nos bairros de curitba mas ele não estava fazendo isso de graça ele foi eleito pra trabalhar e representar o povo.Isso e vergonhoso ele não tem o direito querer proteger a honra devia ter pensado isso antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *