5:57Barrado no baile

por Nelson Padrella

Domingo, aquele mundéu de gente na Feira do Largo da Ordem. Dirigi-me à galeria de arte que comercializa as obras do finado Ricardo Krieger, onde estava havendo lançamento de livro sobre a obra do paisagista paranaense. No entanto, fui impedido de entrar pelo segurança que prestava serviço no local. Estaria eu mal vestido? Não, não se tratava disso. É que só podia adentrar o recinto quem fosse convidado para o lançamento do livro. O que mostra a pobreza de espírito dos responsáveis por aquele espaço. Por que barrar a entrada de pessoas que iam ali justamente para conhecer as telas do Ricardo ou/e adquirir sua biografia? A menos, claro, que se tratasse de pessoas inconvenientes. O que não era o caso. A pergunta é: Por que fazer o evento justamente num domingo, quando a praça se enche de pessoas? Quantos outros, também sem convite, não teriam sido impedidos de conhecer a obra do meu amigo Ricardo ou de adquirir o livro que conta sua trajetória? Ou será que aquele Studio Krieger está vendendo tanto que pode se dar ao luxo de dispensar interessados?

5 ideias sobre “Barrado no baile

  1. antonio carlos

    Não sei o porquê de tanto desapontamento, o mercado de arte da província está aqiecidíssimo. Então podem se dar ao luxo de dispensar possíveis compradores. Demanda aquecida é assim mesmo, se você não comprar, outro trouxa vem e compra. Para quem, como eu, que conheceu o Ricardo vendendo quadros lá na praça Zacarias, do lado do bebedouro, me espanta a arrogância de hoje. Nada como um dia depois do outro. ACarlos

  2. silas

    Aquele espaço é para os Vips da Provincia, meu caro, ou seja, os que se acham a ultima fruta de cesta….o que não é o seu, nem meu, o caso.

  3. Analu Mikosz

    Não acho que se trate, nem de espaço para VIPS(very indian people) da província, nem de mercado aquecido. Só despreza prestígio e possíveis vendas uma pessoa sem noção. Para mim tratou-se de um evento desorganizado e com pessoas despreparadas para tal. Pena. Perdem todos? Sim! Mais o que mais perde é aquele que se antipatiza com o público e deixa de vender.

  4. Maringas

    Silas:

    Eu não conheço você, mas conheço o Padrella; posso te garantir que ele é VIP sim.

    Deve ter ocorrido um caso de gente despreparada cumprindo ordem de gente que não pensa.

  5. silas

    Maringas:

    Pelo que conheço do Padrella, ele não se considera VIP. Creio que vc deve tê-lo ofendido com a classificação. O resto concordo com vc.
    Enão mudo uma virgula, que foram várias, do meu texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>