7:20Quando chegas…

quando
chegas silenciosa
ouço tua pele
produzindo queratina
teu pâncreas
exalando insulina
teu glóbulos vermelhos
cheios de hemoglobina
teus músculos cansados
de tanta proteína
quando chegas
com tuas células de messalina
escrava dos genes da disciplina
abominável albumina
dos deuses da adrenalina
tua carne
transforma minha alma
em carnificina

de Solda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>