11:41E a turma da farinha?

por Lelé de Goró:

Essa troca de afagos entre os traficantes e a polícia do Rio de Janeiro, onde sobram fogo e azeitonas para quem não tem nada a ver com o peixa, deixa de fora da discussão os consumidores de drogas da Cidade Maravilhosa. Pergunta-se, então: se a moçada do pó, da maconha e do crack fosse viciada em maria-mole, paçoca, quebra-queixo, pirulito ou maçã do amor, aconteceria essa guerra urbana?

4 ideias sobre “E a turma da farinha?

  1. Ciro

    Muito bem observado, Zé, pelo Lelé de Goró : hoje mesmo pela manhã, vendo essas barbaridades pelo noticiário, comentei com minha esposa que a hipocrisia da sociedade é grande, pois ela, representada em algumas de suas camadas, sobe o morro diariamente para adquirir a droga. E depois, fica bradando por segurança, etc. De quem é realmente a culpa? Somente do governo?

    Pato Branco PR

  2. LEGALIZE JÁ

    Basta legalizar. Controlar é caro. Reprimir é caro. Resolver é caro. Remediar é caro. O estrago da droga está feito. O estrago da repressão está em andamento. Esse pode parar. Gente educada também usa droga. Então INFORMA, TRATA E LEGALIZA.

    O governo é ótimo em cobrar impostos, que cobrem impostos na venda da droga. É a lei do comércio, se o governo vender mais barato vai quebrar os traficantes sem dar um tiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>