7:42O inferno de Galdino

Se o vereador Professor Galdino (PSDB) gosta de uma confusão, agora ele está dentro de uma que, ao que tudo indica, será difícil de sair. A denúncia de racismo feito pela ex-funcionária Cleusa da Cruz Santos, que foi ao ar pelo programa 190 do também vereador Roberto Aciolli (PV), na rede de TV CNT, será o assunto do encontro de hoje à tarde entre presidente do Conselho Municipal de Política Étnico-Racial, Saul Dorval da Silva, com o presidente da Câmara Municipal de Curitiba (CMC), vereador João Cláudio Derosso (PSDB). Silva vai entregar um ofício cobrando providências do Legislativo sobre as denúncias de preconceito racial feitas por Cleuza, que foi exonerada no início de outubro, depois de 11 meses de trabalho no gabinete de Galdino. Além disso, o advogado Fábio Bozza anuncio que vai processar o vereador na área criminal e trabalhista por racismo e assédio moral. “Normalmente, um caso como este conduziria a uma sentença de um ano, mas como trata-se de crime de racismo, há por parte da Justiça a predisposição em agravar essa pena em pelo menos 1/6″, disse o advogado. Galdino também é acusado de utilizar o gabinete da Câmara na campanha eleitoral recente, quando foi candidato a deputado estadual e não se elegeu.

4 ideias sobre “O inferno de Galdino

  1. fernando

    História entediante. Pra variar essa denúncia não vai dar em nada. Acusaram ele de uma coisa de que não vai ser condenado e o processo vai ser extinto.

  2. Velho de Guerra

    Agora, com certeza irão alegar insanidade ! Álias, toda pessoa que presta concursos ou participa como candidato em eleições, além de comprovar a escolaridade exigida, saúde física, também deveria apresentar atestado de sanidade mental. Assim, evitaríamos tanto demagogos, como os perturbados comportamentais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>