14:36CNJ exige que TJ-PR transfira depósitos judiciais do Itaú para banco oficial

Da  Agência CNJ de Notícias, em reportagem de  Jorge Vasconcellos:

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou, em sessão ordinária desta terça-feira (23), Procedimento de Controle Administrativo (PCA) determinando, entre outras providências, que o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná faça a imediata transferência, para instituição financeira oficial, dos depósitos judiciais que hoje se encontram no Banco Itaú. Foi aprovada também a abertura de sindicância, na Corregedoria Nacional de Justiça, para apurar os responsáveis pela série de irregularidades apontadas no voto do conselheiro Walter Nunes, relator do PCA nº 0007034-41.2009.2.00.0000.

Segundo o relator, as irregularidades começaram no ano 2000, após a compra, pelo Itaú, do Banco do Estado do Paraná (Banestado). Na ocasião, o TJ-PR manteve na instituição privada os depósitos judiciais que, antes da privatização, estavam no Banestado. Isso foi decidido com base na Medida Provisória nº 2192–70 de 24 de agosto de 2001, que não exigia a transferência desses recursos para um banco oficial. No entanto, mesmo após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou, em 2006, a MP inconstitucional, o Tribunal manteve os referidos recursos no banco privado.

Outra irregularidade apontada pelo relator foi acordo entre o TJ-PR e o Itaú pelo qual os depósitos judiciais seriam remunerados pelos índices da Caderneta de Poupança e o banco converteria essa remuneração na realização de obras e compras de bens em favor do Tribunal. Assim, o Itaú utilizou recursos públicos em várias aquisições sem licitação – foram gastos R$ 39,2 milhões entre 2001 e 2006 – configurando “grave irregularidade”, conforme o relator.

De acordo com Walter Nunes, houve irregularidade também na destinação dos bens adquiridos pelo banco privado. “Vários bens não tinham qualquer relação com a finalidade precípua do Poder Judiciário”, disse Nunes, informando que as aquisições incluem brindes para comemorações no Tribunal e produtos que foram doados para uma creche do Paraná.

6 ideias sobre “CNJ exige que TJ-PR transfira depósitos judiciais do Itaú para banco oficial

  1. Pingback: CNJ volta a fazer recomendações ao TJ/PR « Terceiro Caderno

  2. Tia Cotinha...

    Zé Beto…”esse menino”!!!Esta tão fácil de achar os responsáveis, se não souberam é só falar com aquele senhor que esta recolhido no QG da Polícia Militar.

    Beijos. Querido.

    Tia Cotinha

  3. Velho de Guerra

    “Irregularidades no TJ/Pr, são tratadas tal qual, a contravenção do jogo do bicho, sem tem “capilé dindim” nas bolsinhas de alguns concursados e outros eleitos. Tia Cotinha, está coberta de razão, até porque quem faz sabe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>