17:38A doença da ParanaPrevidência

O deputado Elio Rusch (DEM), líder da oposição na Assembleia, sugeriu hoje que o projeto do governo encaminhado  para remendar o rombo da ParanaPrevidência seja analisado por um especialista. “Não é só aprovar a lei que resolve o problema. Existe um déficit que pode comprometer os pagamentos de aposentadorias e pensões no futuro. Acredito que para sabermos se esse projeto é bom ou não é preciso contratar um especialista para que tenhamos a certeza de que esse novo plano de custeio será capaz de sanar todos os problemas enfrentados hoje pela ParanaPrevidência”, disse. Mas, e os responsáveis pelo estrago, que é esta mesma administração de governo? Tudo vai passar batido, ficando apenas na citação do principal responsável, Roberto Requião? Pelo jeito parece que a ideia é falar apenas da profilaxia e fechar os olhos para a doença.  Onde estão os defensores dos interesses dos servidores e da população que paga essa conta? Será que o fato de o período ser de transição justifica a atitude de apenas tentar arrumar a casa enquanto os que fizeram a esbórnia saem de cena com aquele sorriso do dever cumprido? A conferir.

3 ideias sobre “A doença da ParanaPrevidência

  1. sapo barbudo

    Esta é a politica demagógiga que sempre foi a especialidade do Requião e també, ocorre agora. Se o Pessuti tivesse a vontade de resolver em parte o problema, já começaria por fazer os aposentados recolherem a previdêncioa, só aí o buraco já é maio grande, pois faz tempo que isso acontece. Outro fato é o repasse patronal que precisa ser bem olhado se é que está sendo feito, se estes fois pontos não forem cumpridos, é quebardeira na certa. Outro ponto a ser cortado é o anocanhamento de recursos do Paraná Previdência para outros fins que não sejam da própria previdência e seus segurados, não tem millagre. Se alguém tem dúvidas chamem o Renatinho Folador que êle explica e bem, pois não adianta querer que aconteça um milagre.

  2. Jango

    Bem lembrado, Zé Beto.
    A doença da ParanáPrevi tem nome: incúria, incompetência e improbidade, com requícios de corrupção.
    Os agentes causadores também são conhecidos: os gestores responsáveis nos últimos governos.
    A profilaxia é que é o problema, pois, os “médicos e cirurgiões” do sistema estatal estão contaminados do “compadrio crônico”, síndrome que assola e assolou os poderes públicos nesses ultimos anos e os incapacita de atuar na defesa do interesse público e contra o descalabro de governantes.
    Só existe uma solução …
    O povo tomar vergonha na cara.

  3. antonio carlos

    A culpa pela impunidade é só nossa. Acamso de , proporcionar um período de oito anos de impunidade para o principal responsável pelo rombo do Paraná Previdência. Aí não há lei que resolva. Agora muitos dos otários estão apavorados com a possibilidade de não se aposentarem. ACarlos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>