16:14Haddad

Fernando Haddad, aquele,  ministro da Educação, disse hoje no Senado, que é intenção do governo realizar mais de uma edição por ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ontem os estudantes saíram às ruas com nariz de palhaço para protestar contra as lambanças ocorridas há uma semana no tal exame – uma ideia boa que a competência de Haddad e seus comandados conseguiu destroçar em duas edições. O ministro, como se saber, quer permanecer no cargo no próximo governo. Deve estar fazendo a propaganda em causa própria. Propaganda negativa, claro, porque se não conseguem fazer um, como vão fazer dois?

2 ideias sobre “Haddad

  1. jobalo

    este cara de pau ddo ministro pseudo ministro, o cabrinha sem competencia meu deus do ceu, mas tambem com um presidente analfabeto, imagine como ele escolhe os seus ministros.. este cara deveria de ter vergonha na cara e nem mais tocar no assunto do enen, pois ja errou pela terceira vez.

  2. Michel Deolindo

    Caro Zebeto, já que os teores dos comentários são sobre o ENEM, comento o seguinte:
    1- Minha filha fez a prova do ENEM e não teve nenhum problema a mais velha estuda no ITA e não fez o ENEM para passar lá, que num universo de 3.600.000 que fizeram, deu problema em apenas 2.000 provas (0,1%) do total por qu o direito de 2.000 é maior do que de 3.598.000 estudantes?
    2 – faltaram mais de 960.000 nas provas ou seja tinha provas suficientes para substituir
    3 – o rolo do ano passado foi feito na grafica da Folha de São Paulo e não no ambito do MEC
    4 – quem não quiser não precisa fazer o ENEM é só entrar numa das muitas Universidades que tem por aí.
    5 – Não entendo por que voce está defendendo tanto os interesses dessa industria de cursinhos que tem por aí? Está levando alguma grana?
    6 – Os estudantes mais ricos pagam pelo ensino de primeiro e segundo grau a vida inteira e chega na universidade querem estudar de graça, como diz o Banco Mundial a Universidade no Brasil é um subsidio para os ricos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>