9:54MP-PR sediará encontro sobre Saúde Mental da População em Situação de Rua

Pela causa:

A saúde mental da população em situação de rua será tema de encontro nesta sexta-feira (12), das 9 às 12 horas, no auditório da sede da Procuradoria-Geral de Justiça, na Rua Marechal Hermes, nº 751, no Centro Cívico, em Curitiba. O evento é uma promoção do Ministério Público do Paraná – por meio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça dos Direitos Constitucionais e do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional – e do Movimento Nacional da População de Rua – MNPR, e demais entidades integrantes do Grupo de Trabalho de Inclusão Social da População em Situação de Rua. O objetivo do encontro, que terá a participação de representantes do Ministério da Saúde, é discutir os programas e projetos do Ministério voltados para o atendimento da população em situação de rua, em especial o projeto “Consultórios de Rua”, na perspectiva de assegurar a efetividade de acesso desse público às ações desencadeadas no contexto do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas. 

O encontro será aberto às 9 horas, seguindo-se um painel sobre “Políticas Públicas de Saúde para a População em Situação de Rua, com foco em Saúde Mental”, a cargo da assessora técnica da área de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas, do Ministério da Saúde, Miriam Di Giovanni. O painel terá a mediação de Leonildo José Monteiro, representante do MNPR no Paraná. Logo depois, às 10h50, gestores municipais de Curitiba e de Maringá apresentarão suas experiências na área, com exposição dos principais avanços e desafios enfrentados nas duas cidades. Em seguida os participantes do evento terão ocasião para formulação de perguntas e debates. Mais informações sobre o encontro podem ser obtidas junto ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça dos Direitos Constitucionais, pelos telefones (41) 3250-4043, 3250-4014 ou 3250-4041. 

            Consultórios de Rua. Os “Consultórios de Rua e Redução de Danos” do Ministério da Saúde, segundo o próprio Ministério, deverão se constituir em dispositivos públicos componentes da rede de atenção substitutiva em saúde mental, oferecendo às pessoas com problemas decorrentes do uso de álcool e outras drogas ações de promoção, prevenção e cuidados primários no espaço da própria rua. O projeto visa, igualmente, promover ações que enfrentem as diversas formas de vulnerabilidade e risco, especialmente em crianças, adolescentes e jovens. Seus principais eixos são o respeito às diferenças, a promoção de direitos humanos e da inclusão social, o enfrentamento do estigma, a estratégia de redução de danos e a intersetorialidade, com alinhamento às diretrizes da política para atenção integral a pessoas que usam álcool e outras drogas, do Plano Emergencial de Ampliação do Acesso ao Tratamento e Prevenção em Álcool e outras Drogas, da Política Nacional de DST/AIDS, da Política de Humanização e da Política de Atenção Básica do Ministério da Saúde. Curitiba, ao lado de outros centros com mais de 500 mil habitantes, é uma das cidades brasileiras contempladas com a iniciativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>