6:30A morte de Carlos Alfredo Gomes

Recebemos a seguinte mensagem de Samuel Gomes e Guilherme Luiz Gomes:

Aos amigos do nosso irmão Carlos Alfredo Gomes, o Carlinhos
 
Comunicamos a todos que o nosso irmão, Carlos Alfredo Gomes, está sendo velado na Capela da Luz, rua Paulo Graeser Sobrinho, n. 40, Praça da Honorina Valente, ao lado do Cemitério Municipal, fone 041 3338.0350 e 041 3077 0022 (Funerária Cruzeiro). O guardamento iniciará às 7h00 de hoje, 04/11/2010, quinta-feira. Os serviços religiosos terão início às 14h00 no mesmo local (Capela da Luz) e o sepultamento ocorrerá às 16h00 no Cemitério Parque Senhor do Bonfim, rua Valdomiro Valaski, s/n, – Guatupê, São José dos Pinhais, fones 041 3382 3135 e 3232 4521. O acesso ao cemitério, pela BR 277, sentido Curitiba-Paranaguá, dá-se após a Academia da Polícia Militar do Guatupê.
 
Os familiares do Carlinhos agradecemos as inúmeras e sinceras manifestações de condolências que temos recebido, bem como as homenagens a ele prestadas, como a que expressa o belo texto abaixo, do seu amigo Molina. O Paraná e o Brasil perdem um valoroso cidadão, um honrado e abnegado militante das causas maiores da Nação Brasileira e da Humanidade. Carlinhos honrou sua família, seus amigos, sua cidade, seu Estado e seu País. Honremos o seu legado, fazendo nossas as suas bandeiras e seguindo o seu exemplo.

por Antonio Carlos Molina

O Samuel Gomes avisou que o seu irmão e nosso amigo, o Carlos Alfredo Gomes, mais conhecido como Carlinhos, veio a óbito depois de ter tido um mal súbito. A família ainda em choque com o ocorrido está definindo o local onde o Carlinhos será velado e onde ocorrerá o enterro.

O sempre militante social Carlinhos, além de ter sido um grande companheiro de lutas, durante toda a sua vida foi um dos melhores diagramadores de Curitiba, mas atualmente se dedicava ao exercício de historiador, pesquisador e escritor sobre as lutas em defesa da Petrobrás. 

Ele escreveu o livro “O Petróleo é Nosso! (1948-1953) – A Campanha no Paraná”, editado pela Editora Gráfica Popular Cefuria.

Sendo um dos fundadores do PT, partido aonde não ocupou cargos, idealista e extremamente ético, Carlinhos participou desde a época da luta contra a ditadura de diversos movimentos sociais.

2 ideias sobre “A morte de Carlos Alfredo Gomes

  1. Vanderlei

    Trabalhei com o Carlinhos muito tempo atrás, acho que no Estadinho. Eu, office-boy, ele diagramador.
    Era de esquerda, tinha opiniões fortes e um grande coração.

    Um abraço à família dele.

  2. Nivaldo Lopes

    Um grande abraço ao Samuel e toda a família do Carlinhos,
    agora, após a meia noite, fui abrir meus imeius e deparei com a notícia da morte do Carlinhos. Ele foi um dos primeiros amigos que encontrei em Curitiba, desde que aqui cheguei, tanto ele como o irmão Samuel. Há tempos que não encontrava-o.
    Enfim, um abraço ao Samuel e as boas lembranças do Carlinhos vai continuar.

    Nivaldo Lopes (Palito)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>