7:35O verde que conta

A empresa norueguesa Subsea comprou 2.600 hectares na região do rio Guaraguaçu, no município de Pontal, área de preservação ambiental do litoral do Paraná onde vivem os M’Byá, tribo de índios guaranis. Pretende instalar ali o “Parque de Construção Submarina do Paraná”, uma base de montagem de tubos submarinos para a exploração do petróleo do Pré-Sal. O Ministério Público Federal já deu um grito de alerta, mas parece que todos estão surdos e mudos para a questão. Onde estão os ecologistas, o Partido Verde, os deputados estaduais, o Governo do Estado? Tal silêncio dá a entender que tudo está sacramentado. A empresa afirma que “vai operar com tecnologia de ponta, sem geração de efluentes industriais e com impacto mínimo nos recursos naturais da região”. Hummmmmmmmmmmmmmm. Parece que, na província, verde que conta é o dos gramados dos parques de Curitiba e aquele onde está estampada a fachada de Benjamin Franklin.

Uma ideia sobre “O verde que conta

  1. PELA JUSTIÇA !!!!

    Isso deveria ser enquadrado como “Crime heriondo”.
    Apoiar o progresso, tudo bem MAS destruir o um meio ambiente precioso como o Rio Guaraguaçu e seus manguezais, um berçário marinho intocável, não justifica.
    Onde estão as (sempre) manifestações dos Ambientalistas, dos “ecochatos”, dos “Verdinhos da Marina”, do Ministério Público ???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>