7:43O meio quilo e o quilo certo

Do descobridor do Cabral: 

José Serra, o tucano atingido ao rés do chão por uma bolinha de papel, no Rio de Janeiro, na quarta-feira, não deixou por menos – depois, é claro, de criticar os institutos de pesquisa pelos últimos resultados que mantêm Dilma na dianteira. Disse que foi atingido, na verdade, “por um objeto de meio quilo”. Meio quilo? Em Curitiba, Boleslau, um velho e bom polaco, sorriu com o canto da boca, lembrando a velha piada do sujeito que foi para a cidade grande, no caso, São Paulo, e acabou preso por ter “satisfazido” as necessidades fisiológicas na rua. Na verdade, não propriamente uma rua, mas a Avenida Paulista.

De volta a Barreirinha, nosso anti-herói, constrangido, deu sua versão aos amigos mais próximos, na birosca do Miroslaw, que fica na esquina:

- Lá, a coisa é muito complicada… Quem não faz um quilo certo vai preso…

Uma ideia sobre “O meio quilo e o quilo certo

  1. Ana

    Não vejo motivo para fazer piada de algo tão sério.
    O senhor chegou a ver as imagens que foram veiculadas ontem no JN e a reportagem do perito Molina?
    bolinha de papel, bexiga com água, rolo de fita adesiva, qualquer desses expedientes só fazem denegrir a vontade de nos tronarmos um país sério e democrata.
    Mas devemos tudo isso ao apedeuta que se diz descobridor destepais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>